A organização do CNB cresceu de uma forma gigantesca nos anos de 2013 e 2014. A Equipe chegou na final do CBLOL por 2 anos consecutivos! Na época, a Line-Up era formada por Leko, Takeshi, Alocs, ManaJJ e Danagorn/Revolta.

O time conquistou o coração de vários torcedores e foi a primeira organização brasileira à conquistar um título internacional.

No final de 2014 o CNB enfrentou a baixa de vários jogadores. Começamos com a saída de Takeshi, Revolta e Leko. Logo depois ManaJJ resolveu se aposentar e o Suporte Alocs saiu para seguir outros caminhos em sua carreira. 

Veja -> ManaJJ encerra sua Carreira

Reestruturação da Equipe

A saída de Alocs veio junto com o anúncio de uma nova CNB. Um time que apostaria em jogadores novos e com pouca experiência.

Estávamos em uma época onde contratar jogadores de fora começou a virar “moda” no Brasil. A Big Gods estava se formando com dois coreanos na Equipe. A paiN tinha Lactea e Olleh jogando um League of Legends de alto nível em nosso cenário, e a Keyd estava se despedindo de Winged e SunO e logo depois mirando em Daydream e Emperor.

O CNB resolveu não contratar jogadores do Tier 2 brasileiro, e muito menos jogadores de fora do país. O time criou uma filosofia de utilizar jogadores novos para o Competitivo, revelando Wos, Aoshi, Skyer, Nappon e Electro (Mid Laner que já tinha certa experiência). Dos cinco jogadores citados, três continuam até hoje e já estão jogando pelos blummers durante um bom tempo.

O CBLOL de 2015

O CBLOL mostrou uma CNB totalmente nova. O time teve alterações no Mid e na Bot Lane ao decorrer da competição.
Yoda entrou para o time! O mid laner é um dos jogadores mais carismáticos que já vimos no League of Legends, e com sua legião de fãs, Yoda fez com que o CNB tivesse um reencontro com sua torcida.

O time teve um 2015 sem muita ambição. Não jogou série de promoções, conseguiu um quarto lugar em um dos Splits, e obteve novamente a confiança da torcida que esperava bastante desse time para 2016. A organização sempre comentou que o CNB tinha um plano de longa data e que a organização ao lado do Coach Djoko iriam treinar e lapidar esses jovens talentos.

O CNB das Scrims e o CNB do Estúdio

É comum uma equipe com jogadores novos terem uma queda de rendimento em jogos presenciais e principalmente em Play-offs. O CNB é uma equipe muito elogiada em Scrims! Vários jogadores afirmaram para mim que o time estava forte para 2016 e que estava chegando para disputar o top 4.

Quando o CBLOL de fato começou, podemos ver que o CNB tem uma queda de rendimento nos jogos realizados no Estúdio. O que será que está acontecendo?

cnb-1

A triste estreia do CBLOL 2016

O time que ano ano passado estava em “preparação” agora já está formado. Uma line-up que manteve a base durante muito tempo em uma organização que preza o desenvolvimento da equipe e a descoberta de novos talentos.

A partida contra o Operation Kino mostrou que o CNB ainda está em “fase de preparação”. O CNB teve vantagens durante as duas partidas e parecia estar com medo da vitória. Problemas de Shootcalling são nítidos na equipe e o desempenho do Mid Laner Yoda foi muito abaixo do esperado.

A OPK era vista como o time mais fraco da competição e fez sua estreia contra um dos times mais tradicionais do cenário. O CNB perde e não só o jogo, mas a confiança que muitos estavam depositando em cima deles.

Veja -> Jogada da Vez #6 – O Taunt Global de Robo

Veja -> Entrevista com Ayel, o novo Top Laner da Red Canids

#CONFIANOSBR e o Fantasma da Auto-Relegação

#CONFIANOSBR foi uma das filosofias adotadas pelo CNB. O time sempre deixou claro que apostava em novos talentos e que nós temos isso no Brasil. Concordo com eles! Temos vários jogadores excelentes em nosso cenário e muitos deles precisam apenas de uma chance.

Hoje todos os times do CBLOL tem apenas jogadores Brasileiros. Podemos dizer então que não é só o CNB que está confiando nos BR?
Fora isso, tivemos vários times revelando jogadores, como é o caso da INTZ Red que trouxe o Robo para o competitivo em 2015. 

Não são apenas eles que estão confiando nos BR, os outros times também estão confiando e conseguindo resultados melhores. O que será que o CNB tem feito de errado? Será que o time precisa de mudanças? Hoje, o CNB é o time que está correndo os maiores riscos da Auto-Relegação.
Eu sei que falar isso com apenas duas semanas de CBLOL é muito complicado, porém, o time perdeu duas partidas extremamente importantes.

Agora nós temos a “Auto-Relegação” no CBLOL, teremos sempre um time do CBLOL cedendo a vaga para o primeiro colocado do Circuito Desafiante.
Caso o CNB não obtenha resultados ótimos contra Red Canids e G3X, podemos não ter mais uma das equipes mais tradicionais do cenário jogando o segundo split do CBLOL 2016.

Veja -> Jogada da Vez #6 – O Taunt Global de Robo

Veja -> Entrevista com Ayel, o novo Top Laner da Red Canids

Line-Up Atual do CNB:

Nick Nome Role
Brazil Aoshi Franklin Coutinho Top
Brazil Nappon Carlos Rücker Jungle
Brazil StoneD YoDa Felipe Noronha Mid
Brazil pbo Pablo Yuri AD
Brazil Wos Willyan Bonpam Support