Chegou ao fim! O período de dibres, furos jornalísticos e especulações sobre o destinos dos jogadores finalmente se encerrou. Com os 8 times definidos para o começo do CBLoL, vários cenários são especulados. Nenhum dos times está igual ao split passado, e a maioria está potencialmente mais forte, junto com os times que entraram, com certeza teremos um CBLoL muito mais disputado.

Analisando caso por caso, tentarei fazer uma rápida análise sobre as mudanças que os times fizeram na temporada e comentar as expectativas para a nova temporada. O texto será dividido em duas partes. Nesse texto, vou comentar os elencos de Kabum Black, g3nerationX, CNB e paiN Gaming.

KaBuM Black

KBB

Element – Danagorn – Goku – Matsukaze – Espeon

  • Meu Ranking – 4o Lugar
  • Aposta: Luta pelos playoffs
  • Destaque: Matsukaze

Cuidado com as Tsunderes

Ao observador exterior, mudar Skybart por Element não é uma melhoria, mas talvez não seja uma piora também. No anuncio da saída do Skybart, Espeon aponta que a presença de Skybart no time era prejudicial ao ambiente ingame, e remove-lo para dar lugar a um toplaner que jogue mais em função do time seria a solução, e Element foi escolhido para a função com a recusa da proposta pelo Leko.

A Kabum Black é um time jovem, que tem muito a crescer. O quarto lugar no primeiro split é uma agradavel surpresa pra um time tão promissor. Dado o primeiro passo, o céu é o limite. Element é mais um jogador jovem, que pode tornar-se um dos grandes toplaners do Brasil. Danagorn e Espeon são jogadores com muita experiência, finalistas de CBLoL, peças fundamentais para o desenvolvimento dos talentos jovens da Kabum. Matsukaze, revelação do primeiro split, pode ter a chance de jogar ao lado de sua namorada, a igualmente talentosa Revy. Substituir o Espeon parece ser improvável considerando que ele é o capitão e o responsável pelas decisões no time, e expor uma jogadora jovem a uma situação muito delicada como a do CBLoL é perigoso, porém, a contratação de Revy é o primeiro passo da história da botlane Tsundere.

A Kabum Black possui talento e espaço para desenvolve-lo. Jukaah se mostrou um coach útil para o time, Matsukaze não poderia ser surpresa melhor e a sinergia do time parece funcionar bem. O elo fraco do time ainda está na Midlane. Goku é um dos mais fracos midlaners do campeonato, e a decisão de sua permanência, ao meu ver, foi um erro da equipe, que poderia ter mantido esA/Eryon + Ziriguidum na botlane da Orange e Minerva no Mid, passando Tinows para o mid da Black, já que a Black é um time mais estratégico e focado em desenvolver talento e a Orange seria um time com um midgame extremamente explosivo.

 

CNB e-sports Club

CNB

Aoshi – Nappon – Yoda – Skyer – Wos

  • Meu Ranking – 7o Lugar
  • Aposta: Luta contra o rebaixamento
  • Destaque: Nappon

Sehloro

Esqueça o elenco cru da CNB: A sua verdadeira força é totalmente tática. Djoko não é o tecnico que merecemos, mas é o técnico que precisamos. Longe de ser um gênio tático do jogo, Djoko como jogador se destacou pelo seu conhecimento e liderança ingame. Como coach, sem dúvida foi o melhor do primeiro split, e tem tudo para ser o melhor desse ano. O time da CNB tem mais do que a vantagem de ter um bom coach, tem a obediência tática e a infraestrutura que se asemelha a um ambiente de um time estrangeiro: Um coach mais experiente e mais velho e um time jovem que obedeça religiosamente os comandos do seu técnico.

Sobre as mudanças no elenco, Yoda é extremamente talentoso, porém, assim como a IMP, inconstante. Ainda com os problemas de champion pool, é interessante ver o desenvolvimento do Yoda como jogador, e a CNB é o time perfeito para desenvolver potencial, e um jogador que força um ban é sempre bom para a já fantástica draft da CNB. Skyer, ex-parceiro de time do Yoda, chega após a saída do Woq após maus rendimentos nos treinos. Skyer e Woq são melhorias em relação ao Kalec. O time pode perder seu bode expiatório, porém, um pouco mais de qualidade e juventude na botlane pode gerar bons frutos no futuro.

O desafio da CNB é, mais uma vez, sobreviver ao CBLoL. Com a vantagem de estar mais estabelecida do que estava no primeiro split, esse elenco deve sobreviver ao segundo split para continuar desenvolvendo o talento que pode gerar a organização os títulos que ela já teve no passado. A vantagem tática que Djoko dá ao time é o diferencial da CNB. Em alguns anos, a CNB pode dominar o cenário devido a semente que está sendo plantada. Nesse split, o time tem que utilizar-se da estratégia para vencer seus adversários mais talentosos.

 

paiN Gaming

Mylon na paiN Gaming

Mylon – SirT – Kami – BrTT- Dioud

  • Meu Ranking: 2o Lugar
  • Aposta: Briga pelo título
  • Destaque: Mylon

ALL ABOARD THE PAIN TRAIN

Analisando o elenco, essa podia ser a seleção brasileira da história sem o Loop/Alocs, mas é a paiN desse split. Leko não foi o culpado pelo mal desempenho da paiN, porém, é muito mais fácil ganhar o campeonato quanto seu toplaner está snowballando constantemente e é uma opção para carregar o jogo quando tudo der errado.

PaiN é o time dos brasileiros, assim como a TSM é dos americanos e a WE dos chineses. Difícil discordar que possui a maior torcida e mais fiel torcida do Brasil, e tamanha responsabilidade causa uma pressão muito grande na organização. Leko é um nome de peso (Kappa) pra qualquer time, e mesmo em má fase, poderia ter continuado na paiN. A decisão de trazer o Mylon é a única solução possível caso queira-se melhorar a toplane do time, e a troca que parecia impossível foi feita, para o delírio da torcida.

A contratação do Mylon, no entanto, não resolve nenhum dos problemas de comunicação da paiN, talvez só os agrave. Leko era um jogador extremamente útil e comunicativo. A Teamfighting da paiN deve melhorar, já que o time pode agora iniciar com o Mylon, que semre possui vantagens em cima do toplaner inimigo, o que livra SirThulio da obrigação de sacrificar o earlygame para farmar para ser o iniciador das lutas. O jungler tem a chance de jogar com um toplaner mais forte e com seus antigos parceiros, mas, que lane SirT deve gankar? Que chamado o jungler deve atender?

Mais do que “uma silenciosa luta de egos”, a paiN tem que criar uma identidade como time e resolver os problemas de comunicação que datam desde a saída do Olleh, que mesmo sem falar português, era um dos jogadores mais comunicativos do time. Apesar dos problemas, a paiN pode chegar até o título jogando em função das vantagens dos seus jogadores em lane. A pergunta que não quer calar é: Quem irá parar o paiN Train?

g3nerationX

G3X

Zantins – Krow – Taeyeon – TheFoxz – Professor

  • Meu Ranking: 6o Lugar
  • Aposta: Meio da tabela
  • Destaque: Professor

Finalmente, a aula vai começar.

Um time recheado de talentos e de expectativas. Taeyeon é aclamado como um dos melhores talentos emergentes da soloQ a muito tempo por vários jogadores, como seus ex-parceiros Yetz e MiT. Finalmente, chegou a hora de brilhar. Taeyon chega no CBLoL acompanhado de vários nomes com desejo de  também escreverem seu nome na história: A dupla Zantins e Krow, ex-7w; TheFoxz, ex JAYOB e Professor, ex-coach da INTZ, grande nome do time, tido como um dos melhores shotcallers do cenário.

A historica G3nerationX volta ao cenário do esports após comprar a Keyd Warriors, que entrou no CBLoL após um simples 3×0 na Dexterity. O time adiciona muito mais no campeonato do que a Dexterity, que investia em vários picks fora do meta muitas vezes por não dominar os que estavam dentro dele. A G3neration tem muito mais talento, nomes e chances de brigar por algo lá em cima, porém, talvez seja melhor buscar a permanencia antes de buscar algo maior. Ou será que não? O que será que o Professor e seus alunos tem na manga para esse campeonato? Resta aguardar. O time deve jogar com forte pressão na Toplane de Zantins, conhecido por usar Toplaners carries que se beneficiarão muito da antiga sinergia do jogador com o jungler Krow. Professor tem a chance de se provar como o grande shotcaller que o cenário tanto procurou durante anos, e sua presença nesse time pode ser de muita importância para bons resultados.

 

É isso aí galera! Acessem o site e acompanhem as redes sociais para acompanhar a parte 2, onde falarei de Keyd, das INTZ e da Orange. Caso queira me acompanhar no twitter, me siga: @L_ira. Deixe abaixo sua opinião sobre quem leva a taça, ou quem tem o melhor time, ou quem se deu melhor nessa janela de transferência. Cya!