Várias mudanças no cenário do competitivo brasileiro! Com a não classificação da kStars temos a seguinte notícia: Takeshi e Revolta na Keyd!
O time também anunciou o desligamento de Winged e SuNo do time, infelizmente os coreanos não realizarão o sonho de disputar o Mundial.

Veja os posts feitos por ambas as organizações.

COMUNICADOO CNB e-Sports Club anuncia nesta terça-feira (29) as saídas de Whesley “Leko” Holler, Gabriel “Revolta” Henud e Murilo “Takeshi” Alves de sua equipe de League of Legends.Depois do vice da Final Regional Brasileira, disputada no último sábado (26), os três jogadores pediram para deixar o time e devem ser anunciados por outras equipes muito em breve.Takeshi explica o motivo pelo qual decidiu sair: “Durante esse um ano e meio, eu, Alocs, Leko e mana, principalmente, passamos por muitas coisas juntos, entre derrotas e vitórias. Sempre nas derrotas, tínhamos força em nos reerguer. Mas, desta vez, não sinto que é isso o que eu quero. Eu quero ir para algum lugar diferente e aprender com essa nova experiência”, afirma Takeshi. “Agradeço muito ao Cleber e ao Júnior [diretores do CNB] pela confiança que depositaram em mim. Quero deixar bem claro que esse tempo que passei com essas pessoas foi um dos melhores períodos da minha vida. Torço muito para o Leko, manajj, Alocs e Kalec. Que dê tudo certo para eles de agora em diante”.Revolta comenta sua saída do CNB: “Eu recebi proposta de um outro time e, com os problemas que a equipe tinha, eu decidi ouvir mais a fundo e pensar sobre entrar em outro time junto do Takeshi”, afirma Revolta. “Eu queria agradecer ao CNB pela oportunidade de jogar ao lado de pessoas extraordinárias e por ter me acolhido tão bem, assim como os fãs, que me receberam superbem”.Leko também se pronuncia: “Estou saindo em busca de novos ares. Quero me desafiar. Trilhei uma história de superação no CNB. Me orgulho de tudo o que eu fiz, e não foi sozinho. Tive ajuda dos meus companheiros e da organização. Encho o peito para falar de cada um. Mas chegou em um ponto que eu desejo fazer uma mudança. Só tenho a agradecer a todos. Farei um depoimento mais profundo em uma hora oportuna”.O Mid Laner Takeshi e o Solo Top Leko estavam na organização desde abril de 2013. Na época, o CNB contratou a equipe que defendia o Nex Impetus. Já o Jungler Revolta entrou para a line-up em fevereiro deste ano, vindo do Keyd.Com a equipe, o CNB conquistou o Desafio Internacional de São Paulo, em outubro último, e três edições do Torneio dos Legends, além do 2º lugar nas BGL Arena #1 e #2, no Selecter Cup e nos Campeonatos Brasileiros de 2013 e 2014.

O diretor operacional do CNB, Cleber “fuzi” Fonseca, vem a público para garantir que a organização continuará no cenário brasileiro de League of Legends. “É um momento triste para todos do CNB, ainda mais pelo trabalho que fizemos durante mais de um ano. Mas nem tudo é eterno, e os meninos estão buscando novos rumos. Não existiu nenhum tipo de briga. Só temos a agradecer por este tempo juntos. Quero deixar claro que este não é o fim do CNB. Junto com Alocs e mana, estamos pensando em renovar nossa line e dar oportunidades a novos jogadores. Mais do que nunca, precisamos do apoio da nossa torcida”.

O AD Carry André “manajj” Rocha, o Support Leonardo “Alocs” Belo e o treinador Rodrigo “Kalec” Rodrigues seguem no CNB e continuam morando na gaming house da organização, em São Paulo.

CNB e-Sports Club

Leonardo “Alocs” Belo (Support)
André “manajj” Rocha (AD Carry)

Rodrigo “Kalec” Rodrigues (coach)

Takeshi-e-revolta-na-keyd
Agora veja as palavras da Keyd:
Começamos hoje a executar nosso planejamento e nossa preparação para todo o resto do ano e para a temporada de 2015, a continuação de nossa luta em busca de realizar o sonho de todos aqui dentro.Anunciamos o desligamento de Winged e SuNo do nosso time. Por motivos diferentes e vindos tanto da organização quantos dos jogadores, ambas as partes concordaram em rescindir os contratos vigentes dos jogadores. Agradecemos pelo serviço prestado por ambos tanto para a Keyd como parao cenário de League of Legends brasileiro e mundial, poucos aceitariam o desafio que os dois toparam e somos muito gratos por isso, bem como também sabemos que toda a comunidade brasileira é.Para completar as lacunas deixadas pelos dois sul-coreanos, procuramos jogadores que principalmente partilhassem de nossos sonhos, que tenham tanta vontade de vencer e principalmente de se preparar para poder vencer quanto nosso time sempre teve. Jogadores de talento inigualável e que saibam lidar com as diversidades que o esporte eletrônico pode trazer.Com grande orgulho anunciamos que concluímos junto ao CNB a primeira transferência da história do esporte eletrônico brasileiro, Murilo “takeshi” Alves e Gabriel “Revolta” Henud são agora jogadores da Keyd. Ambos já se encontram em nosso centro de treinamentos e devemos voltar aos treinos o mais rápido possível.Todos estão muito animados e sentem que com os 5 jogadores que agora temos, jogadores que esbanjam os três grandes pilares sob os quais a Keyd se mantém (a disciplina, a dedicação e talento), que poderão se entender muito melhor agora falando a mesma língua e com a estrutura e planejamento que a Keyd dispõe, nos tornaremos uma equipe ainda mais forte.Keyd Stars – Disciplina, dedicação e talento.
Veja o vídeo da chegada dos jogadores:
Já o destino do top laner Leko ainda não é certo, mas existe a grande chance dele ir para a paiN Gaming e Lactea jogaria como ADC ao lado de Olleh.
No próprio vídeo da Keyd eles comentam sobre a Bot Lane Coreana! paiN Leko?
Exato Leko na paiN, veja as publicações de Kami e da Organização Paingaming:

Bem-vindo Lekoooo! 

Durante a primeira temporada do Circuito Brasileiro de League of Legends, que começou em Porto Alegre, a paiN Gaming trouxe uma grande novidade para a equipe, a contratação do AD Carry, Marcelo “owN” Shiwa.Novo no cenário competitivo, owN recebeu inúmeras críticas mas em seu primeiro grande evento se mostrou um grande cyber atleta, realizando grandes jogadas e dando seu máximo para levar a sua equipe ao topo do pódio.Após o evento de Porto Alegre, ainda durante o Circuito Brasileiro de League of Legends, a paiN Gaming decidiu trazer dois jogadores sul-coreanos para a sua equipe principal, trazendo grande experiência para toda a equipe e a segunda colocação na Série Campeões.

Passado o evento, o desafio era ainda maior, pois tínhamos uma equipe que tinha que se adaptar a barreira da linguagem e dos costumes. Nesta fase, todos os jogadores se empenharam ao máximo para que a formação conseguisse bons resultados, dentre eles estava ali ainda o nosso querido Marcelo “owN” Shiwa, que conseguiu ir melhorando a cada treino e a cada jogo de campeonato, porém toda a equipe acabou esbarrando num problema que era um pouco mais complicado de se resolver.

Como todos sabemos, a comunicação é um ponto crucial do League of Legends, e a bot lane da paiN Gaming acabava deixando a desejar nesta lane, já que um era sul coreano e o outro brasileiro. Para resolver este problema a única solução era que a bot lane fosse formada por duas pessoas que falassem a mesma língua, onde a melhor opção resultou em Olleh e Lactea.

Desta forma, gostaríamos de anunciar o desligamento do Marcelo “owN” Shiwa, onde destacamos que sua saída não teve causa em seu jogo, na sua dedicação e na sua personalidade, mas sim em uma grande necessidade que a equipe teve ao longo do tempo.

Agradecemos por todo esse período que tivemos o owN e por ter aceitado o desafio que lhe foi dado, saiba que toda a paiN Gaming tem um carinho enorme por você. Muito Obrigado por todo o empenho e companheirismo!

leko-na-pain

Curtiram as mudanças? Comente!