Com o rebaixamento automático evitado na última rodada, o CNB e-Sports Club agora volta suas atenções para a disputa da Série de Promoção. No entanto, com o até então treinador Joseph “Strong” Edwards voltando para a Inglaterra e Pedro “Gafone” Ramos assumindo esse papel, um dos principais jogadores dos blumers, TinOwns, voltou a assumir papel de destaque depois de um split conturbado.

Em entrevista ao Mais e-Sports logo após o empate contra a ProGaming na última rodada da fase de grupos do 2º split do CBLoL, TinOwns revelou que o Strong disse não confiar nele e que a frustração por esse comportamento do treinador quase fez com que ele desse uma pausa na carreira neste split. Além disso, o jogador também comentou sobre o trabalho do analista Lustboy e sobre como os problemas internos prejudicaram todo o time ao longo da competição.

“Ele (Strong) mesmo falou que não tinha confiança em mim e no resto do time inteiro ele tinha. Então isso foi muito estranho para mim, porque pelo menos em todos os times que passei, eu tinha bastante confiança de todo mundo. Aí acabava que eu não conseguia escolher meu champion, jogava match-ups ruins e com isso não conseguia impor meu jogo. E isso era uma dos fatores que prejudicava bastante a gente, porque querendo ou não eu e o Lep sempre fomos as peças principais do time e como eu não estava conseguindo rodar meu jogo, isso tava atrapalhando todo mundo”, conta TinOwns.

Strong não se entendeu com TinOwns durante sua estadia na GH do CNB. Foto: Riot Games

O mid laner ainda disse que a falta de confiança do treinador britânico o frustrou muito, ao ponto de pensar em dar uma pausa na carreira neste split, mas depois que percebeu que não podia fazer nada para “conquistar” Strong, Tin resolveu continuar dando duro nas partidas e jogar pelo time, mesmo sem a confiança do coach.

“No começo eu fiquei muito frustrado, cheguei a pensar em dar uma pausa nesse split, mas depois pensei que não tinha o porque ficar assim só por causa de um cara, resolvi voltar e dar meu melhor e jogar pelo time, mesmo ele não confiando em mim e foi meio o que aconteceu. Agora que ele foi até embora então, não tem muito com o que se preocupar, mas no final achei engraçado e dei bastante risada”, diz o jogador.

Já em relação ao trabalho do analista coreano Ham “Lustboy” Jang-Sik, TinOwns disse que quem tinha mais contato com ele é a comissão técnica, mas que mesmo assim o ex-jogador da TSM passava bastante coisa para os jogadores, que inclusive tinham aulas individuais com ele. Mas que isso acabou não sendo muito falado por conta das sucessivas derrotas que o CNB teve ao longo do split.

Coincidência ou não, bastou Gafone assumir o comando técnico do CNB que a equipe passou a render mais nas partidas, vitória sobre a TShow e empate contra a ProGaming. Quando questionado sobre o porque essa alteração não foi feita antes, TinOwns contou que isso não passou pelos jogadores, mas que o clima melhorou muito depois da mudança.

“Não posso te dar uma certeza sobre ter mudado antes, porque essa foi uma decisão da comissão técnica. Eles colocaram o Strong no início e a gente não tem nada a ver com isso. Mas com certeza com a entrada do Gafone melhorou muito, tanto o clima, quanto os treinos, nossa comunicação e também o fato de agora eu poder escolher meu pick. Ele confia muito em mim, então a gente tá bem confortável jogando e dá para ver um pouco de evolução de duas semanas para cá sim”, afirma Tin.