A equipe de Rainbow Six: Siege da Team Liquid protagonizou um episódio icônico nas quartas de final da Dreamhack Winter 2018, que acontece em Jönköping, na Suécia. Sem transmissão oficial, a série eliminatória dos brasileiros contra a G2 Esports disputada neste sábado (1) foi transmitida aos fãs pelo celular do manager sênior da organização, John “Tephus” Lewis.

Entre os jogos da Liquid de sábado, apenas a série contra a ENCE teve transmissão. A equipe disputou uma série de desempate contra a Trust Gaming pela vaga nas semifinais e, com a carência de transmissão, os fãs foram informados pelo twitter do Community Manager brasileiro da equipe, José Victor “Scarleto” Gimenez, que recebia informações em tempo real do manager na Suécia.

As quatro séries das quartas de final foram disputadas simultaneamente, com início dos jogos às 17h30 — mas apenas o embate entre Chaos e PENTA foi transmitido nos canais oficiais da Ubisoft. Ao início da melhor de três, Tephus atendeu a demanda dos fãs e ligou uma transmissão improvisada sobre o ombro de um dos jogadores da Liquid, Leonardo “ziGueira” Duarte.

A transmissão continha a visão do monitor do jogador e a comunicação em tempo real dos cinco jogadores, além de quadros ocasionais do local do evento. O vídeo ao vivo no twitter de Tephus alcançou cerca de 6 mil espectadores simultâneos, passando o número em determinados momentos.

Transmissão improvisada de Dreamhack Winter alcança 6 mil espectadores simultâneos (Foto: Reprodução/Twitter)

Em entrevista ao Mais e-Sports, o Scarleto comentou a experiência e o feedback dos torcedores. “Posso dizer que tive um grande choque. Ao mesmo tempo que foi muito cansativo, também foi muito gratificante. Meu trabalho na Liquid é quase que exclusivamente focado no público brasileiro, mas em uma situação normal, onde as informações correm por diversos meios, você não consegue mensurar o tamanho real da fanbase da marca que você representa”, assume.

“Hoje eu senti diretamente não só a cobrança, mas todo o carinho e fidelidade construídos com o tempo com a nossa fanbase. No final das contas, mesmo não sendo um resultado desejado, me senti com o dever cumprido. Afinal, eles fazem tantas loucuras por nós que não podemos deixá-los na mão”, conclui.

Os adversários dos brasileiros, G2, são atualmente o melhor time do mundo na modalidade, com títulos da Pro League, do Six Major e do Six Invitational. O único título em 2018 que os europeus não conquistaram foi o da Pro League 7 — perdido em uma final contra a própria Liquid em maio.

A série md3 foi estendida ao terceiro jogo. O primeiro mapa foi o Litoral — um dos melhores mapas da G2, mas que foi levado pela Liquid em um 6 a 4. O 1-1 foi alcançado no Banco, em que os europeus saíram na frente e, apesar da conquista do overtime pelos brasileiros, o mapa foi fechado em 7 a 3. A decisão aconteceu no Consulado, em que a G2 levou o mapa e a eliminatória em um 7 a 4, eliminando a Team Liquid do campeonato. Confira detalhes da partida aqui!

Veja também: Immortals anuncia mudanças na sua line-up de Rainbow Six Siege