Faker pode até ser o deus da mid lane, mas quando se trata de lugares distantes da Coreia somente uma região se tornou conhecida pelo talento de seus mid laners: A Europa.

A LCS Europa vive hoje um momento importante, uma vez que  possivelmente nos teremos as três grandes gerações representadas na competição. A primeira geração de mid laners europeus é composta por pessoas como Froggen e xPeke, que se destacaram muito tempo como os maiores mid laners do ocidente, principalmente em magos com seus clássicos Anivia e Kassadin. Um tempo depois, tivemos Alex Ich batendo de frente com esses 2 monstros do cenário.

Clique Aqui Para Ver Krepo Falando Sobre a Anivia do Froggen

A segunda geração de mid laners europeus é a que sofre com punições: Nukeduck (Possível novo mid laner da Roccat) e Incarnati0n são os seus maiores representantes, e ambos passaram um bom tempo banido do competitivo, com Incarnati0n matendo seu ban até hoje. A segunda geração também é representada pelo astro da equipe norte-americana TSM: Bjergsen,  que recentemente teve um confronto nada agradável com um dos representantes da terceira geração: PowerOfEvil.

A terceira geração é a mais desconhecida do grande público e vem a passos rápidos conquistando fãs e admiradores. Após a completa dominação de PowerOfEvil sobre Bjergsen na IEM San Jose eles se tornaram o foco das atenções.

Apesar da brilhante apresentação, PowerOfEvil para muitos não é a estrela que mais brilha do futuro da mid lane europeia! o mid laner Febiven, que defendia a H2K e deve se transferir para a Fnatic e a nova contratação de SK, WatDeFox, são as verdadeiras promessas  para o próximo split da LCS EU, junto com o melhor Xerath da Europa, Pepinero.