A SG e-sports bem que tentou, mas não foi páreo para a Team Liquid, atual campeã do The International. O confronto disputado na tarde desta quinta-feira (12) foi amplamente dominado por Kuroky e companhia que venceu a série por 2 jogos a 0 e com isso garantiu seu lugar na próxima fase da StarLadder i-League Invitational 3 de maneira antecipada.

Já o time brasileiro disputará na lower bracket a última vaga do grupo A para a próxima fase da competição, onde enfrentará no próximo sábado (14) o vencedor da série entre ViCi Gaming (equipe que já foi derrotada pela SG neste evento) e Mineski.

Jogo 1

Bans
Team Liquid: Jakiro, Earthshaker, Mirana, Clinkz e Viper.
SG: Io, Venomancer, Furion, Pugna e Templar Assassin.

Picks
Team Liquid: Night Stalker, Chen, Tidehunter, Lifestealer e Invoker.
SG: Nyx Assassin, Crystal Maiden, Necrophos, Monkey King e Ember Spirit.

A primeira partida da série foi uma verdadeira aula de early game por parte da Team Liquid. Com ótimas rotações dos seus suportes, o time de Miracle- e companhia simplesmente não deixou a SG e-sports jogar no início da partida, que logo se viu em uma desvantagem de 9-0 no placar.

Aproveitando dos recursos obtidos com os abates, a Liquid imprimiu seu ritmo de jogo e antes mesmo dos 15 minutos de partida, a diferença de ouro entre as equipes era de 10k em favor do time europeu. A equipe brasileira até que conseguiu levar a melhor em algumas teamfights, mas a vantagem obtida pela Liquid era grande demais.

Forçando teamfights e liderada pelo Invoker de Miracle-, a Team Liquid entrou como quis na base da SG e depois de mais uma luta favorável, forçou o GG do time brasileiro aos 26:50 minutos de partida, abrindo 1 a 0 na série.

Jogo 2

Bans
SG:
Io, Furion, Anti-Mage, Weaver e Ember Spirit.
Team Liquid: Jakiro, Mirana, Night Stalker, Nyx Assassin e Templar Assassin.

Picks
SG:
Venomancer, Ancient Apparition, Bounty Hunter, Tidehunter e Lone Druid.
Team Liquid: Earthshaker, Chen, Earth Spirit, Ursa e Luna.

No segundo jogo da série, a Team Liquid novamente começou a partida comandando todas as ações e conseguindo importantes abates para seus jogadores. No entanto, diferente do que aconteceu na primeira partida, a SG conseguiu responder a investida do time europeu e não deixou a equipe adversária construir grande vantagem logo no começo do jogo.

Porém, a Team Liquid mostrou porque é a atual campeã do The International. Com grandes teamfights e com todo o controle que sua composição permitia, Kuroky e sua equipe conseguiram se sair melhor nas lutas e ainda assim abrir espaço para que a Luna de Miracle- crescesse rapidamente.

Com a Luna da Team Liquid fora de controle, a SG e-sports nada pode fazer a não ser reagir às teamfights e acabar sendo superada em praticamente todas elas. Assim, aos 31:50 minutos de partida, depois de mais uma luta que começou com um pickoff no Venomancer de 4dr, a Team Liquid fez com que os brasileiros chamassem o GG, vencendo a série por 2 jogos a 0.