Kingrd e Tavo durante a campanha no DotA Summit 9 (Foto: Reprodução/paiN Gaming)

A representação sul-americana no primeiro campeonato do DotA Pro Circuit 2018-2019 já estão decididos e, pela primeira vez, será inteiramente brasileira. A paiN Gaming venceu nesta terça-feira (18) as classificatórias regionais para o Major de Kuala Lumpur com duas equipes, dominando as vagas para a América do Sul.

Após o desligamento da escalação que disputou o The International 8, o time de Danylo “Kingrd” Nascimento, que até então atendia pela tag S.K.O.L, recebeu um convite direto para as classificatórias do Major, enquanto a paiN Gaming, ainda sem lineup, também recebeu um.

No campeonato de classificação, as duas equipes disputaram sob o nome da organização. Após reconciliação, a S.K.O.L foi a paiN Gaming, enquanto um novo grupo ocupou o lugar do time como paiN X. Essa nova escalação conta com três dos antigos jogadores da SG e-Sports e duas importações norte-americanas.

Da lineup que disputou o TI8, apenas Heitor “Duster” Pereira não prossegue na equipe, tendo sido substituído por Rasmus “Misery” Flipsen, que atuou como técnico desde o DotA Summit 9.

Os times disputaram os lugares no Major com mais seis equipes — Infamous e Braxtone, que entraram com convites diretos; e Astini77, Gorillaz-Pride, Thunder Predator e WP Gaming, que entraram pelas qualificatórias abertas. Ao fim do campeonato, que durou de domingo (16) a terça (18), as duas equipes da paiN disputaram a final, conquistando as duas vagas.

De acordo com o novo regulamento do Pro Circuit, dois times de uma mesma organização podem disputar Majors e Minors sem restrição, mas apenas um deles pode jogar o The International, maior campeonato do cenário de DotA 2.

paiN Gaming

William “hFn” Medeiros
Aliwi “w33”  Omar
Otavio “tavo” Gabriel
Danylo “Kingrd” Nascimento
Rasmus “MISERY” Filipsen

paiN X

Ravindu “Ritsu” Kodippili
Quinn “CCnC”  Callahan
Adriano “4dr”  Machado
Francis “FLee”  Lee
Rodrigo “Liposa”  Santos