Nesta segunda-feira (20) o mid laner Guilherme “Vash” Del Buono tornou público as situações precárias que os jogadores da KaBuM estavam recebendo em 2017. E as novidades sobre este caso não param por aí.

Foto: Riot Games Brasil

Após uma série de investigações, o Mais e-Sports conseguiu a informação que a multa rescisória do top laner Lucas “Zantins” Zanqueta, foi paga pelos seus próprios companheiros de time. Isso porque a KaBuM, que tomou as rédeas da equipe após o rompimento da parceria com a IDM Gaming, não queria pagar pelo top laner e desejava ir atrás de outro nome para o lugar de Zantins.

De acordo com as nossas fontes, a multa rescisória de Zantins era de R$ 30.000,00 e diante da negativa da KaBuM em arcar com o valor, os jogadores decidiram pagar do próprio bolso. Eles abririam mão de parte da premiação da Riot Games.

Coincidência ou não, esta nova descoberta, aliada a série de problemas que a equipe teve desde o início do split podem explicar as atuações abaixo do esperado e a campanha ruim no 1º split do CBLOL. Vale a pena lembrar, que a Associação Brasileira de Clubes de Esports (ABCDE), convocou os responsáveis pela KaBuM para prestar esclarecimentos nesta quarta-feira (22) sobre as denúncias feitas por Vash.

A equipe do Mais e-Sports já entrou em contato com a KaBuM sobre a matéria. De acordo com a assessoria de imprensa da empresa eles ainda estão apurando o caso.

Veja a tabela do CBLOL 2017 na Cobertura do Mais e-Sports.