Guilherme “Vash” Del Buono havia anunciado neste domingo que iria para a reserva da KaBuM e-Sports no CBLOL 2017. O jogador explicou hoje todos os motivos de sua saída da organização.

Sem Gaming House, KaBuM vive em Hostel

Em seu comunicado, Vash revela que com o rompimento da parceria entre KaBuM e IDM, o time se realocou em um hostel improvisado. “O hostel era um lugar onde a gente tinha 1 quarto (pra 6 pessoas) e uma sala pros PCS. Nos primeiros dias era praticamente insuportável treinar lá, a sala era muito quente, iluminação horrível, não tinhamos ventilador, ar condicionado, filtro de água, nada. Era só nós 7, contando com o piroxz que ainda não tinha saído, e os PC’s. Apenas 2 cômodos pra 7 pessoas conviverem todo dia.”

Ele contou também que enquanto a parceria com a IDM estava ativa, os jogadores estavam em contato com a Staff diariamente e que a Gaming House da “KaBuM IDM” estava bem encaminhada.

Vash, mid laner da KaBUM – Foto: Riot Games Brasil

Em entrevista ao Mais e-Sports, Vash contou que a KaBuM bancava o almoço e a janta da equipe, as outras refeições seriam por parte deles. O mid laner também revelou que eles não tinham fogão e nem armário, apenas uma geladeira.

Ele citou também outros problemas do Hostel. De acordo com Vash, a internet e luz do local caiam constantemente. “Nas últimas semanas já tinham vários times que tinham receio de treinar com a gente com receio de surgir esses problemas e serem prejudicados, e com muita razão.” Ele conta.

Para piorar a situação dos jogadores, o Hostel recebia eventos que iam das 19 horas até 1 d amanhã cerca de 4 dias da semana. “O som era muito alto então mal podíamos conversar e muito menos dormir. Como nossa sala de PCs era no meio das festas muitas vezes apareciam curiosos batendo na janela, gritando, querendo conversar e prejudicando nossa área de trabalho.”

Saída do Piroxz

Vash explicou também em seu comunicado sobre a saída de Luis “Piroxz” Chavez da KaBuM. “desde do primeiro dia a Kabum acabava deixando ele de lado como se ele não fosse parte do time. Ele teve que dormir em um quarto com estranhos por vários dias, não tinha um COMPUTADOR pra trabalhar, nem sequer uma cadeira.” Afirma Vash.

Piroxz tomou a decisão de deixar a organização e Vash tentava de algum jeito, encontrar um acordo entre o analista e a KaBuM.

Quem irá substituir Vash?

Alaor “Tomate” Leão e Ricardo “Babymist” Kawakami são os dois mid laners reservas inscritos no CBLOL 2017. Tomate já teve atuações em competições do Tier 2 brasileiro, já Babymist, mais conhecido como Kawakami não tem experiência no cenário competitivo.

Alexandre “Titan” Lima e Renan “Nyu” Silva também estão inscritos como reservas da KaBuM e-Sports no CBLOL.

Você pode ler todo o manifesto de Vash no Twitlonger.