Conversamos com Caio “Loop” Almeida, suporte da paiN Gaming. O jogador teve uma ótima performance na série entre paiN Gaming e CNB neste domingo (18) onde a paiN venceu os blumers e garantiram o segundo lugar da competição.

Se inscreva no canal do Mais e-Sports:

O Mais e-Sports perguntou se Loop vê a MD2 deste fim de semana como uma de suas melhores performances, o jogador responde: “Eu não sei se é a melhor, eu acredito que estou evoluindo bastante. Eu diria que eu tive um primeiro split muito bom individualmente falando, não foi óbvio que o meu melhor split, eu estive muito tempo parado. Eu acredito que estou sempre em uma constante evolução, então óbvio que eu acho que estou jogando melhor que no primeiro split… Pode se dizer que sim.”

Loop fala sobre a entrada de Minerva suporte e Wos na selva: “Não surpreendeu a gente” O jogador falou que eles já tinham bastante informação pelos picks que os jogadores estavam utilizando na soloQ. Ele também comentou sobre a não utilização de TinOwns por parte da CNB: “O que pegou a gente de surpresa foi o fato do Tin não estar jogando. A gente via ele como uma  ferramenta muito potente dentro da CNB, eu acho que ele era o melhor jogador dali. Então ele não estar presente facilitou como a gente via o jogo da CNB sendo rodado.”

Para o suporte da paiN, é difícil uma bot lane conseguir construir sinergia rapidamente e isso demanda tempo. Ele ainda explica: “No nível do CBLOL hoje você não jogar mal não é necessário para vencer, você tem que jogar bem.”

Loop fez uma breve análise sobre os times do CBLOL atualmente: “Eu acho que está muito parelho. Até a própria CNB e a T Show mostraram um pouco de evolução nessas duas semanas. Eu acho que matematicamente eles podem estar nos playoffs ainda. Então é muito cedo para dizer quem vai estar nos playoffs. Eu apostaria que os times com mais experiência estarão lá. Então, Red, Keyd e a gente tem muito potencial de continuar evoluindo mas não é certeza. A ProGaming tem um jogo muito forte, a Team One tem um jogo muito forte, a própria INTZ tem um jogo muito forte. Então fora a CNB e a T Show que estão mostrando um jogo um pouco abaixo do nível, todo mundo tem muito potencial de estar lá e mesmo a CNB e a T Show que estão em um nível baixo tem muito tempo ainda para chegar lá.”

Para finalizar, o jogador explicou um pouco a situação da paiN sem reservas: “É uma diferença sim, entre a gente e os outros times. Eu não diria que é melhor ou pior você ter reservas ou não ter reservas. Eu acho que são dois estilos diferentes. Eu acho que no Brasil talvez a gente não esteja 100% preparado para ter o melhor desenvolvimento de reserva possível. A Red fez isso muito bem no primeiro split, mas acho que não é a mesma coisa que a gente vê nos times coreanos que a gente traz meio que como base do porquê os reservas são bons. Então, é difícil falar que é melhor, mas também não vou falar que é algo que a gente pensa que é uma vantagem estratégica.”