- Publicidade -

Treinador do Flamengo e-Sports nos dois splits de 2019, Jordan “Grey” Corbi deixará a equipe rubro-negra. O estadunidense que deseja continuar atuando como coach no Brasil afirmou não “concordar inteiramente com a decisão da companhia” do Flamengo, que passará a estar sob direção da Team oNe.

Com o vice-campeonato no primeiro split e o título, seguido da ida ao Mundial, no segundo semestre de 2019, Grey encontrou sucesso no Brasil ao lado do Flamengo. Porém, o treinador não está satisfeito com as direções que a organização está tomando.

“Eu não renovarei com o Flamengo. Embora o clube esteja montando um ótimo time e definitivamente terá uma boa chance de ganhar o CBLoL, eu não concordo totalmente com a decisão da organização. Eu também tenho uma oportunidade única para o ano que vem. Se eu continuar como treinador, com certeza quero estar no Brasil”, disse ao Mais Esports.

Felipe “brTT” Gonçalves, que agora defenderá a paiN Gaming, também deixou o Flamengo tendo publicado críticas direcionadas à nova organização que assumirá a equipe rubro-negra. Assim, o atirador virou alvo de mensagens desaprovando suas falas. Jordan, defendeu o jogador.

“Eu também quero dizer quão decepcionante é ver alguns torcedores tratando o brTT de forma tão duro. É de conhecimento público que o Flamengo será gerido pela Team oNe na próxima temporada. Não tenho nada contra eles, parecem ser pessoas bem intencionadas, mas é difícil ver o histórico deles e não ser cético sobre o fato deles estarem gerenciando um time”.

“Espero que eles tenham sucesso e que juntem um bom time além de Goku e Ranger, mas só estou dizendo o porque dá para entender quando alguém é cético [com essa nova gerência]. Seja qual for a razão para o brTT não renovar, eu desejo que os torcedores lembrem que há muitas coisas rolando atrás das cenas”, finalizou Jordan.