O Mais e-Sports entrevistou com exclusividade Kirill “Likkrit” Malofeev, suporte da M19. A equipe estreou neste fim de semana pela LCL perdendo para a Vega e vencendo a RoX.

Devido ao seu banimento recente por comportamento tóxico na soloQ, Likkrit não atuou na estreia da M19 pela LCL. O jogador precisa cumprir mais um jogo de suspensão e voltará a atuar com sua equipe.

Foto: Riot Games

O jogador ficou bastante famoso no Brasil após ótima performance no IWCQ de 2016 para o Mundial, onde Likkrit trouxe picks diferentes como o Brand suporte.

A fama do jogador cresceu ainda mais quando a Albus Nox Luna, antiga equipe, derrotou a ROX Tigers e garantiu a classificação para as quartas de final do Mundial de 2016. O discurso de Likkrit após a vitória marcou a competição. Confira abaixo, toda a entrevista do Mais e-Sports com Likkrit:

Mais e-Sports: Você está confiante para esse split? Mesmo com as contratações da Gambit Gaming?
Likkrit: Eu acredito que nós iremos vencer. Gambit mostrou força mas nós somos mais fortes.

M: Como será jogar contra o Kira?
L: Bem, chegou a hora de seguir em frente. Eu não tenho nenhum motivo especial de jogar contra ele mas eu iria amar vencer o time dele.

M: Você tem muitos fãs no Brasil, ficou chateado de não ter vindo para o MSI?
L: Com certeza. Perder é sempre ruim, especialmente quando a derrota me fez não ir para o Brasil.

M: Algum time brasileiro tentou te contratar?
L: Sim. Acredito que eu não posso falar mais.

M: Você iria considerar a possibilidade de jogar em uma equipe brasileira?
L: Com certeza. Eu amo a região mas atualmente eu acredito bastante no meu time.

M: Tem algum recado para os fãs brasileiros? Você recebe muitas mensagens?
L: Os brasileiros são o maior público para quem eu já joguei. Sim, recebo muitas mensagens, e eu sempre tento responde-las. Eu adoraria jogar contra, ou com, um time brasileiro novamente no Mundial.

Veja: Repercussão da vitória da Albus Nox Luna contra a ROX Tigers pelo mundo
Veja: Veja a Gaming House da M19
Veja: Likkrit faz ‘bootcamp’ sozinho na Coréia e alcança o challenger

English Version

Mais e-Sports: You have a lot of brazilian fans in Brazil. Did you get upset for not coming to the MSI?
Likkrit: Sure, losing is always bad, especially if it leads to not coming to Brazil.

M: Are you feeling confident about this split? Even with the Gambit Gaming roster?
L: I think, we will be able to win. Gambit should be stronger but we are stronger.

M: How do you feel about playing without and against Kira?
L: Well, it was time for us to move on. I do not really have any special motive to play versus him but would really love to beat his team.

M: Any brazilian team tried to hire you?
L: Yes. I do not think I should tell more.

M: Would you consider playing in Brazil?
L: Sure. I love the region but currently I believe in my team.

M: What do you think about brazilian fans? Do you get a lot of messages from them?
L: They are actually the greatest audience we have ever played for. Yes, I do [get a lot of messages] and always try to respond. I would love to play versus a brazilian team again on Worlds. Or with.