O Mais e-Sports conseguiu contato com contratados da equipe de League of Legends da KaBuM! e-Sports e contaram que, após a repercussão da matéria publicada, representantes da KaBuM organizaram uma nova conversa e liberaram os atletas do pagamento do acordo dizendo que “nenhum desconto ocorreu e nenhum desconto ocorrerá”. Um dos diretores da KaBuM ainda isentou os atletas de culpa e mencionou “problema de comunicação” entre as duas partes.

Foto: Riot Games Brasil

O acordo original

O portal especializado em esportes eletrônicos Mais e-Sports apurou com exclusividade, por meio de fontes, um acordo com os atletas da KaBuM! e-Sports no qual eles pagariam a multa rescisória do atleta Zantins com o valor das futuras premiações recebidas dos campeonatos da Riot Games – valores que deveriam obrigatoriamente ser repassados aos atletas profissionais de League of Legends.

Em investigações posteriores, a ESPN Brasil trouxe a público dois comprovantes de transferência da KaBuM! para a Red Canids, clube que era dono do passe do atleta Zantins, mas que não excluem o acordo prévio entre a organização e os jogadores sobre o pagamento da multa rescisória do top laner.

Entenda situação de treino e no campeonato

O mid laner da equipe Guilherme “Vash” Del Buono comunicou pelo Twitter as condições precárias de trabalho que eram fornecidas em seu centro de treinamento localizado em um hostel na Vila Mariana e afirmou que isso o fez deixar sua equipe.

Jogadores lamentam derrota no CBLOL – Foto: Riot Games Brasil

Em matéria do SporTV, o técnico Vinicius “Neki” Ghilardi ratificou críticas de Vash e definiu como desumana as condições de treino. O repórter Rodrigo Faber ainda foi conhecer o Hostel, local de treino dos atletas, e comentou que “as maiores vítimas de toda a situação são os ciberatletas da Kabum” e “definitivamente, não havia como trabalharem e desempenharem seu melhor em um espaço compartilhado com pessoas externas à organização.”

A campeã brasileira de League of Legends em 2014 sofre com o fantasma do rebaixamento no 1º split do CBLOL 2017. Com apenas três pontos conquistados contra a OPK na primeira semana, a equipe tem um confronto importante contra a BRAVE, que também luta para não cair.

A Kabum, por meio de sua assessoria de imprensa, foi procurada para comentar o novo acordo, porém não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.