Depois de uma vitória sem convencer sobre o CNB e uma derrota para a surpreendente Team One, a INTZ terá a Red Canids pela frente na próxima rodada do 2º split do CBLoL 2017. O Mais e-Sports conversou com o top laner intrépido, Marcelo Ayel Melo, sobre a queda de rendimento da equipe em relação ao 1º split da competição.

Para Ayel, a grande diferença da INTZ do 1º split para a do 2º split é o fato de que a equipe tem pecado na hora de tomar decisões em momentos cruciais das partidas, que foi o que aconteceu no confronto contra a Team One, onde segundo o top laner, os intrépidos estavam muito focados em fazer o Barão.

“Não estamos enxergando muito bem nossa condição de vitória. Nesse jogo contra a Team One, estavamos muito focados em fazer o Barão, que foi uma coisa que complicou muito o nosso jogo pelo fato deles terem respondido muito bem nossas tentativas. Acho que tá faltando isso (identificar a condição de vitória) para que a gente consiga voltar com força, porque a princípio nosso early game e mid game estão muito fortes e só estamos pecando na transição do mid game pro late game, que é justamente onde a gente não tem muita noção do que fazer por enquanto”, conta Ayel.

Ainda sobre a série contra a Team One, o top laner explicou que a escolha de Poppy para a segunda partida não acabou sendo tão efetiva quanto a INTZ esperava por conta de erros bobos da equipe ao decorrer da partida.

“A Poppy tinha como objetivo zonear os inimigos, por causa do W dela que é muito bom contra campeões que tem dash e todos os campeões lá praticamente tinham dash. Com isso, a único forma que eles tinham de chegar na gente era usando algum feitiço. Então, a Poppy era pra ser um pick muito bom, muito efetivo, mas acabou que eles tomaram a vantagem em cima da gente por causa de erros bobos nossos e com isso, acabei não tendo muita função, ficando só tankando e não conseguindo zonear”, explicou o top laner.

Já para o confronto da próxima rodada contra a atual campeã do CBLoL, Red Canids, Ayel disse que a INTZ tem bons picks escondidos e que o time irá trabalhar ainda mais a parte estratégica e o shotcalling, que segundo ele é o que tem faltado para que a equipe volte aos trilhos e possa ganhar da Red.