Logo após anunciar a chegada de Maria “Remilia” Creveling, a Kaos Latin Gamers também revelou que terá um jungler conhecido do público brasileiro na sua line-up para o ano que vem. Sebastian “Tierwulf” Mateluna, que jogou o último split do CBLOL pela Big Gods chega a KLG para substituir a vaga deixada por Julio “juliostito” Alejandro Berrios.

O Mais e-Sports conversou com exclusividade com o novo jungler da KLG sobre o seu período jogando no Brasil, sobre a sua expectativa para jogar no LAS na próxima temporada e também sobre como será atuar ao lado da suporte Maria “Remilia” Creveling no seu novo time.

Passagem no Brasil

Para Tierwulf, a principal lição que o jogador leva de sua estadia no Brasil foi aprender a ser humilde. Segundo ele, as suas declarações assim que chegou ao país foram o melhor exemplo para aprender a ser mais humilde e se tornar uma pessoa melhor.

“Não acho que joguei muito bem no Brasil. Eu conseguiria jogar muito melhor, mas todo o drama que aconteceu (em relação a punição) fez tudo ficar mais complicado. Porém, foi muito bom jogar com caras bons e com isso consegui melhorar muito, foi ótimo jogar com todos os jogadores da Big Gods, são ótimos players e ótimas pessoas”, afirma Tierwulf.

Questionado sobre o aprendizado no Brasil, o jogador disse que além de aprender a ser humilde, ele também melhorou muito a sua visão de jogo e como jogar em time. “Espero que os fãs brasileiros continuem me acompanhando e que torçam por mim no LAS, já que eles vão sempre ter um lugar no meu coração”.

Nova etapa na carreira

Tierwulf ainda falou sobre a sua amizade com a nova suporte da KLG, Maria “Remilia” Creveling, fato este que fez com que o jogador optasse por atuar na equipe latino-americana e também como será atuar ao lado dela na próxima temporada.

“Tive propostas do CBLOL e do Circuito Desafiante para continuar no Brasil. Não posso dizer se a proposta da KLG era melhor financeiramente porque eu nunca ligo para o dinheiro, eles tem uma boa estrutura muito boa como gaming house e equipe de técnicos. Além disso, eu gostei muito da line-up e eu queria muito jogar com a Remi e ela comigo” explica o jungler.

O chileno ainda se disse muito animado para jogar na KLG e disse que não se importa com outros times da região e que apenas está focado em que a sua equipe seja a melhor que ela possa ser.