- Publicidade -

Após se classificar para a final Mundial do Twitch Rivals de TFT, o streamer Rafael “Rakin”Knittel comunicou nesta sexta-feira (20) que não jogará o torneio presencial, na Califórnia, Estados Unidos. A decisão ocorre por conta dele estar negociando com outras plataformas de streaming e “ter a possibilidade de sair da Twitch em breve.”

Rakin havia se classificado à fase presencial após ficar m 7º na qualificatória (Foto: Riot Games)

“Sempre prezei muito pelo profissionalismo como muitos sabem, e participar de um campeonato exclusivo da Twitch para logo depois mudar de plataforma (se isso ocorrer) seria algo anti-ético e fora da minha conduta, e eu não gostaria de queimar pontes e relacionamentos com a Twitch”, declara.

Rakin havia conquistado a vaga ao presencial após ficar em 7º lugar na qualificatória, disputada no início deste mês. Apesar de não poder jogar, o jogador comunicou que sua classificação garantiu uma vaga brasileira no torneio:

“No entanto mesmo perdendo a oportunidade de competir neste campeonato a minha vitória no qualifier conseguiu assegurar que o Brasil conseguisse uma vaga nesse mundial, e teremos um representante Brasileiro escolhido pela Twitch BR para nos representar.” Ele complementa: “Estarei disposto a ajudar e treinar junto com esse representante para conseguir fazer o máximo possível dentro de minha capacidade para ajudar de alguma forma e ainda ter um impacto no cenário BR de TFT internacionalmente.”

A Twitchcon terá início no dia 27 de setembro e será finalizada no dia 30 do mesmo mês. Somente no dia 28 de setembro será disputado o torneio de TFT.

Na semana de lançamento do TFT, Rakin foi um dos 5 streamers mais assistidos na modalidade. No entanto, por conflito com a Twitch, o brasileiro não pôde participar do primeiro Twitch Rivals. Ainda em julho, foi o 4° streamer mais assistido em todo o mundo na Twitch.