O MIBR conquistou sua primeira vitória no FACEIT Major London 2018 nesta quinta-feira (13),  após vencer a mousesports por 16×6. Após a vitória o brasileiro Gabriel “Fallen” Toledo e o turco Tarik “tarik” Celik deram uma entrevista, onde comentaram sobre a derrota da equipe na estreia, novo Coach e evolução no campeonato. Confira:

Vocês tiveram uma derrota apertada contra a Tyloo. Podem me dizer como vocês se sentiram com isso?

Fallen: Contra a Tyloo será a única derrota que nós teremos em todo campeonato (risos). O time da Tyloo é muito bom, eles sabem como jogar o jogo e nós nos perdemos como terrorista. Eles foram melhores e nos venceram.

Hoje vocês estavam muito mais confiantes no lado terrorista. Teve algo que vocês estiveram mais focados dessa vez?

Tarik: Sim, nós estávamos com um ótimo plano de jogo desde a escolha do mapa e tudo funcionou como esperávamos. Nós estamos feliz com o desempenho de hoje.

Janko (coach) é a nova adição ao time. Ele já foi jogador, analista e agora é treinador. O que ele aderiu à vocês?

Fallen: Todos nós sabemos que ele sabe bastante sobre o jogo por causa das análises que ele fez nos últimos 1-2 anos. Há um ano e meio atrás mais ou menos, eu fiz uma brincadeira dizendo que se o Janko fosse ser treinador, ele seria do meu time.
Ele nos ajuda bastante na preparação para os jogos, nos bota na linha e quando alguém faz algo errado, ele sempre está lá para nos corrigir. A gente estava precisando de algo assim, nós jogamos há muito tempo juntos, somos muito amigos e é difícil apontar o erro de alguém, assim. Ter alguém pra fazer isso ajuda bastante.

No bootcamp que vocês fizeram, ele (YNk) parecia estar muito focado e criando algumas estratégias. Você poderia dizer como foi esse tempo de preparo?

Tarik: Esse bootcamp foi muito importante para a gente. Nós jogamos aproximadamente 50 partidas, então, eu ganhei muita experiência em como jogar junto. Eu sou novo no time, então, o bootcamp muito efetivo porque agora eu entendo como nós jogamos e me sinto mais confortável dentro do jogo, então, esse tempo de treino foi muito útil.

Você (Tarik) teve um jogo fenomenal contra a mousesports. Ainda está havendo algum problema de comunicação, já que a maioria do time fala português? Ou vocês agora estão na mesma sintonia?

Tarik: Eu diria que raramente, 5% das vezes, há algum problema. Nesse momento, a comunicação é bem simples, nós tivemos muita prática sobre isso e agora isso não é uma adversidade.

Falando sobre amanhã. Vocês agora têm uma vitória e isso é crucial, estão se sentindo mais confiantes?

Fallen: Eu acho que a confiança aumentou um pouco. Depois de tomar um comeback, como tomamos da Tyloo, você pode pensar que isso nos balançou mas temos que pensar a longo prazo.
Nesse campeonato, você tem que pensar em garantir as vitórias e se classificar. Nada garante que o time que ficar 3-0 vai vencer o Major. Stewie2k Tarik são os melhores exemplos disso: Eles ficaram 0-2 no último em Boston, mas chegaram à final e venceram a Faze e foram campeões. Então, nós temos que nos manter bem mentalmente sabendo que haverão situações de alta pressão e precisamos lidar bem com elas.

A tradução foi feita pelo Mais e-Sports e pode ter sofrido alterações para melhor entendimento.

Os brasileiros estão 1-1 no campeonato e enfrentarão a G2 amanhã (14) com previsão de início às 13h30 no horário de Brasília. O Mais e-Sports fará toda cobertura do FACEIT Major London 2018.