Conversamos com o incrível Gabriel “Revolta” Henud, jungler da Keyd Stars que segue com 7 pontos na tabela do CBLOL ao lado da INTZ e paiN Gaming.

Se inscreva no canal do Mais e-Sports e não perca os próximos vídeos:

Durante o papo com Revolta, perguntamos ao jogador sobre como está a situação da Keyd que novamente, venceu mas não convenceu. O jungler conta: “Eu acho que estamos aprendendo as coisas de forma muito lenta. Mas estamos demonstrando melhoras. Vencemos os dois jogos fazendo coisas em cima da KaBuM, acabou que precisei roubar um Barão e um Dragão para ficar mais fácil.” Ele também contou que sentiu muita melhora na comunicação e como a Keyd Stars está jogando.

Para completar, Revolta avisa: “Precisamos acertar melhor os pequenos detalhes. Cada um tem seu tempo para aprender as coisas e a gente tem que respeitar isso.”

Ele também falou que não vai ter folga durante o Carnaval que chega agora no fim de fevereiro. “Na posição que estamos, não podemos relaxar” ele conta.

Falamos também com Revolta sobre Gabriel “Tockers” Claumann e a rápida adaptação que a Red Canids teve. Revolta acredita que a Red Canids encaixou o conjunto mais facilmente.

Logo depois Revolta comentou sobre a felicidade que ele sente ao ver Tockers sendo reconhecido por toda comunidade. “Fico muito feliz de ver que estão reconhecendo o trabalho dele, ele foi o melhor jogador da INTZ no Mundial e ninguém falou nada.”

Leia: Por que o Tockers é o melhor jogador do Brasil

Para finalizar a entrevista, falamos sobre os próximos confrontos da Keyd. Revolta fala “clima de reta final” e conta que ele vê a INTZ como um adversário mais forte que a CNB neste momento.

A Keyd enfrentará agora a INTZ, CNB e Red Canids nesta reta final da fase de pontos corridos do CBLOL. Veja a cobertura do Mais e-Sports para ver o calendário de jogos.

Leia: Kami fala sobre derrota para a INTZ