Em uma final emocionante, a Remo Brave conquistou o direito de representar o Brasil no CrossFire Invitational Manila ao vencer por 3 jogos a 2 a INTZ ( 10-6 na Viúva Negra, 6-10 na Porto, 13-10 na Sub Base, 6-10 na México e 10-5 na Ankara) na grande final que foi realizada nos estúdios da XLG no Rio de Janeiro no último domingo (4).

A competição que contou com a participação de Innova, INTZ, Remo Brave, g3nerationX, Rude Game e Operation Kino, foi disputada primeiramente em uma fase de grupos, onde se classificaram para as semifinais Innova, INTZ, Remo Brave e Rude Game. Após os confrontos, Remo Brave e INTZ se credenciaram para a grande final que foi vencida pela equipe paraense no último domingo.

O Mais e-Sports conversou com a diretora administrativa da Remo Brave, Natalia Franco, que comentou sobre a recente conquista da organização e também sobre a preparação da equipe para o CrossFire Invitational Manila, que será disputado nos dias 15 e 16 de outubro e terá premiação de 30 mil dólares.

De acordo com a diretora, a conquista da vaga para representar o Brasil nas Filipinas veio para coroar o trabalho duro dos jogadores na última semana para consertar pequenas falhas que vinham acontecendo. Além disso, Natalia ainda falou sobre o fato de representar o Clube do Remo fora do Brasil.

“Os jogadores se concentraram na Gaming House uma semana antes e consertaram muitos erros de comunicação e tática. Erros cruciais que foram decisivos para a vitória. Agora iremos representar o Clube do Remo fora do Brasil, o que é uma honra e uma responsabilidade imensa para nós. Temos toda a torcida do clube para nos apoiar, é o que nos mantém firmes”, conta a diretoria.

Quando questionada sobre a confiança da equipe de CrossFire ao enfrentar na grande final, um adversário que já haviam vencido na fase de grupos, a diretor afirmou que este fato ajudou na confiança dos jogadores para o confronto decisivo.

“Ajudou muito (ter vencido na fase de grupos). Eles estavam confiantes e determinados a ganhar. Mas em nenhum momento esse sentimento virou arrogância, eles sempre souberam do potencial do INTZ e nunca os subestimaram. Jogamos com o pé no chão” ressalta Natalia.

Já em relação à preparação do time para o campeonato nas Filipinas, a dirigente revelou que os jogadores irão se preparar ainda mais e continuar com o ritmo de treinamentos de maneira intensa até embarcar para a competição, que deve acontece entre os dias 10 e 12 de outubro.