Escalação da Pain Gaming para o Circuito Desafiante 2018, com Ayel, Nappon, Tinowns, Matsukaze e Dioud (Foto: Divulgação/Pain Gaming)

Após a campanha dramática que levou a Pain Gaming ao rebaixamento automático no 1º split do CBLOL 2018, a organização tem mostrado serviço à torcida com um projeto ambicioso de reestruturação. A contratação de Thiago “Djoko” Maia como head coach foi o estopim, e o técnico não tem a intenção de trabalhar sozinho.

A Pain anunciou nessa quarta-feira (30) em seu Facebook oficial uma seletiva aberta de “grandes e novos talentos” para sua comissão técnica de League Of Legends. As vagas são de Analista e Analista de Dados, e a seleção será feita através de um teste escrito tomando a performance da Fnatic no MSI 2018 como objeto de estudo.

Não foi especificado se há limitação por elo ou experiência prévia e, de acordo com o documento publicado pela organização, os escolhidos poderão trabalhar de maneira remota ou presencialmente, ou seja, na Gaming House em São Paulo. Os requisitos oficiais são: pontualidade, organização, profissionalismo, independência e criatividade.

O endereço para envio das inscrições e as informações completas sobre as vagas e a seletiva, bem como o teste na íntegra, podem ser acessados por este link.

Djoko não foi o único reforço de peso da equipe. A busca pelo retorno ao CBLOL será feita pelas mãos dos recém-contratados Marcelo “Ayel” Mello, Carlos “Nappon” Rücker e do velho conhecido Hugo “Dioud” Padioleau, que se unirão a Thiago “Tinowns” Sartori e Pedro “Matsukaze” Gama no rift.

A segunda etapa do Circuito Desafiante tem seu início previsto para o dia 09 de julho, de acordo com o regulamento oficial da temporada 2018, divulgado pela Riot Games no início do ano. A data pode sofrer alterações.

Veja também: paiN Gaming anuncia Jovirone como streamer da organização