Durante os 5 anos do cenário competitivo de League of Legends os chineses sempre foram um dos mais ambiciosos!

Na Season 2 a china já trouxe grandes times de E-Sport como a World Elite e a IG, na Season 3 e 4 a Royal Club chegou na final do campeonato perdendo nos 2 anos para a Coréia.

O cenário chinês é um dos maiores mercados do League of Legends, se não for o maior!  Para vocês terem uma ideia, alguns streamers conseguem ter cerca de 1 milhão de pessoas assistindo eles na soloQ. Eu sei, aquelas 50 mil pessoas vendo o Bjergsen já pareciam muita coisa certo?

Para vocês terem mais noção, Clique Aqui e veja a nova Gaming House da EDG!

Esses números são apenas uma amostra para vocês terem ideia de como o League of Legends é grande na China!

Leia: O limite da ambição e a obsessão Chinesa pela Summoners Cup

O cenário de League of Legends Chinês vai do Céu ao Inferno em 2015

A Chegada dos Coreanos

Deft e Pawn

Em 2015 tivemos uma série de investimentos por parte dos times chineses! Contratações caríssimas de jogadores coreanos! Imp, Pawn, Deft, Dade, KaKAO, Rookie, Mata, Dandy… Todos esses nomes que eram astros da OGN agora estavam jogando a LPL.

Cada time contava com 2 jogadores coreanos. Dos grandes clubes, apenas a OMG decidiu em ter 5 chineses.

Essas contratações causaram um impacto muito grande em todo cenário mundial. Muitas pessoas falavam que a China seria o cenário mais forte do mundo em 2015. Já outros que eram fãs da cultura coreana diziam que a Coréia ainda tinha os melhores Coaches, as melhores equipes técnicas e que novos jogadores iriam surgir na Coréia em 2015.

Superioridade – EDG Campeã do MSI

Final do MSI

De todos os times a Edward Gaming era disparado o melhor da China. As contratações de Pawn e Deft caíram como uma luva ao time.

O jungler Clearlove (Extremamente famoso na China) começou a ser mais respeitado por todo o mundo.

Leia: Em 38 Torneios, Clearlove venceu 24 e ficou no Top 3 em 89,47% das vezes

Durante o MSI a EDG teve finalmente a chance de provar a superioridade do cenário chinês! O time chegou na final e jogou contra a SKT. Após um 2 a 2 intenso, o Coach Aaron tinha uma armadilha guardada debaixo da manga. A EDG deixou o pick de Leblanc ser feito por Faker e construiu uma composição que seria impossível para Faker impactar no jogo!

Com a vitória do MSI, a EDG virou o time do momento e um dos favoritos para ser o campeão Mundial.

Do Céu ao Inferno – O Mundial

Dos 3 times chineses que foram ao mundial os 3 tinham coreanos. A EDG com Deft e Pawn, a IG com KaKAO e Rook1e, e a LGD com Acorn, Imp e Flame.

Ambos os 3 times era apontados como favoritos para sair da fase de grupos e prosseguir nas quartas de final.

No entanto, não foi muito bem isso que aconteceu! LGD e IG não conseguiram a classificação tendo uma primeira semana péssima. Já a EDG conseguiu a classificação mas nos 2 jogos contra a SKT o time simplesmente não conseguiu fazer nada contra os 5 coreanos e o Draft comandado por kKoma.

Durante todos os jogos, os times chineses demonstraram falhas gigantescas durante a fase de Draft. Hermit, Coach da Origen, não teve problema algun para conseguir fazer draftar melhor que a LGD nos 2 jogos. A Invictus Gaming não teve jogos tão ruins quanto a LGD porém não foi o suficiente para sair de um grupo tão complicado.

imp

Mas o verdadeiro inferno de todo cenário chinês foi com a derrota da Edward Gaming contra a Fnatic. O time tomou um simples 3 a 0 na melhor de 5. A Edward Gaming aparentou estar com bastante problemas de comunicação. O time escolheu uma estratégia de “Triple Teleport” no primeiro jogo e não conseguiu executá-la nenhuma vez durante toda a partida.

Trazer jogadores coreanos para a china aparentou no início ser uma ótima solução, mas a barreira linguística que o time enfrenta é gigantesca. Em nenhum dos países (Coréia e China) os jogadores tem o hábito de estudar Inglês. Logo, os jogadores tentam se comunicar em 3 línguas diferentes (Mandarim, Coreano e um Inglês bem fraco).

Mesmo com a estadia dos coreanos na China aprende mandarim não é tão fácil e com certeza isso foi um ponto bem importante para vários erros dentro do jogo.

Na parte do Draft foi a mesma coisa, o Coach Aaron, que ganhou o MSI com sua armadilha para a Leblanc do Faker, estava dando tiros no próprio pé durante os drafts contra Deilor da Fnatic. O time resolveu optar por um Kassadin fazendo uma composição sem Clear Wave contra o Azir de Febiven e Jinx do Rekkles. Me lembrou bastante o ano anterior onde Samsung White perdeu para a TSM após realizar um Draft semelhante escolhendo o mesmo Kassadin para Pawn.

Com tanto dinheiro e tanto investimento, será que não está na hora da China investir ainda mais em outros pontos? Coaches, Equipe Técnica, Profissionais para ajudar os coreanos na barreira linguística, contratar mais analistas e etc.

Eu sempre fui Fã do cenário chinês e espero que eles voltem com mais força para o ano que vem!

Clique Aqui e veja a nova Gaming House da EDG!

Leia: O limite da ambição e a obsessão Chinesa pela Summoners Cup