- Publicidade -

O cronograma planejado para o circuito feminino da BBL segue à todo vapor. Após a etapa amadora do White Rabbit Cup, agora vai começar o Mad Hatter – fase de transição que servirá como principal porta de entrada para o campeonato premium denominado Queen of Hearts, que terá premiação total de R$ 23 mil.

Ao contrário do WRC, que contemplava quatro modalidades, o Mad Hatter terá apenas as ligas de Rainbow Six Siege e Dota 2.

Vale lembrar, contudo, que as competições de League of Legends e Counter Strike: Global Offensive continuam normalmente pelo torneio amador. Além disso, são modalidades que estão presentes no GIRLGAMER São Paulo, qualificatório para o mundial da competição.

AGENDA

O Mad Hatter vai contar com duas temporadas, de julho à agosto, sendo que a primeira já começa no próximo final de semana, dias 15 e 16. Aos sábados, teremos sempre confrontos válidos por R6, enquanto os duelos de Dota 2 estão reservados para os domingos.

Estão previstas cinco semanas de partidas ao todo sempre à partir das 16h (de Brasília) – sendo as finais dessa primeira temporada marcadas para 13 e 14 de julho.

FORMATO

O sistema adotado será o de eliminação simples em partidas melhores de um (md1), com exceção da finalíssima que será md3. As oito melhores equipes colocadas ganham a seguinte pontuação ao término de cada rodada:

1º lugar: 100 pontos
2º lugar: 70 pontos
3º e 4º lugar: 40 pontos
5º, 6º, 7º e 8º lugar: 20 pontos

Vale destacar que essa pontuação é acumulada, ou seja, não é resetada ao término da temporada. Importante ressaltar, porém, que o último final de semana dará pontuação em bônus, mas com um detalhe fundamental: para participar é preciso que a equipe em questão tenha competido em pelo menos uma das quatro rodadas anteriores.

Com isso, os pontos adquiridos até então serão somados com os ganhos na segunda season – aí sim serão definidos os times para o Queen of Hearts, o que dá 10 dias de classificação ao todo se somar as duas temporadas.

O evento premium vai contar com oito equipes por liga, sendo que seis se classificarão via Mad Hatter. As outras duas vagas serão definidas por meio de qualificatório aberto.

PREMIAÇÃO

Referente às bonificações, as jogadoras de R6 vão brigar por um valor total de R$ 2.200,00 que será distribuído ao Top-4 no dia da grande decisão, sendo que:

1º lugar: R$ 1000
2º lugar: R$ 700
3º e 4 lugar: R$ 250

Para Dota 2, contudo, a premiação será distribuída ao decorrer da temporada*, sendo que:

- por domingo: $50 + Coach (Bardo)
1º lugar: $25 para equipe + Coach
2º lugar: $10 para equipe
3º e quarto lugares: $7.5 para as equipes
Será sorteado um vídeo de coach entre as equipes participantes
- premiação último domingo da temporada: R$1.250 + $200 + Coach (Bardo) + Steam Cards
1º lugar: R$ 600 + $100 + Coach + 5x70 reais em Steam Card
2º lugar: R$ 350 + $60 + Coach + 5x30 reais em Steam Card
3º lugar e quarto lugares: R$150 + $20 + 5x10 reais em Steam Card
Será sorteado um vídeo de coach entre as equipes participantes

* A parte em dólares e coach é oferecida pela plataforma Epulze, que é parceira do circuito feminino da BBL agora no Dota. Sendo assim, as jogadoras ganham os dólares nas contas delas da Epulze e podem de lá retirar para suas próprias contas.

INSCRIÇÃO

Algumas equipes que participaram do White Rabbit Cup já se inscreveram para o Mad Hatter, mas qualquer time interessado pode e deve entrar nessa disputa. As inscrições são abertas e já podem ser realizadas. No caso de R6, basta acessar a página oficial clicando aqui. Para Dota 2, clique aqui para registrar sua equipe.