- Publicidade -

A INTZ, que contou com a entrada de Micao na última rodada, conquistou sua primeira vitória no CBLoL 2020 no último sábado, contra a KaBuM, mas voltou a perder no domingo, desta vez para a Vivo Keyd. Com o resultado, os intrépidos estão 1-3 na tabela, em 7º lugar, à frente somente dos Ninjas que ainda não venceram.

Após o fim da Semana 2 do torneio, o Atirador, Micao, concedeu uma entrevista exclusiva ao Mais Esports. Ele falou da apatia da equipe, a começar já no draft, o outro atirador do elenco, Mills, além do início ruim da equipe nesta temporada.

“Na partida de hoje (domingo), os nossos picks já eram apáticos, demos alguns blinds que, para aceitar, foi meio fora do que tínhamos planejado. O jogo já estava difícil com as nossas ferramentas e não fomos proativos com o pouco que tínhamos”, explicou Micao.

Em seguida, o jogador nega que o problema da INTZ seja um único jogador. “Muitas pessoas falaram que foi culpa do Mills por termos perdido na última semana, mas quem diz isso, não entende de League of Legends. Estamos falhando como equipe e temos que nos reerguer em equipe.”

Ainda sobre o seu colega de posição, Micao não acredita que hajam estratégias diferentes para cada um. Segundo ele, ambos possuem um estilo semelhante e explica que a decisão de quem joga é baseada mais na fase de cada um, na confortabilidade com os picks planejados para a partida e na semana de treinos.

No CBLoL, desde que foi adotado este formato de Md1 com três turnos, todas as equipes jogam 21 partidas. Neste temporada, cada time já fez quatro jogos. Apesar disso, Micao afirma que o início de CBLoL da INTZ já preocupa.

“Nossa posição atual reflete o nosso nível. Se estamos 1-3, é porque estamos sendo uma equipe de 1-3 e no 7º lugar. Precisamos recuperar o prejuízo, se continuarmos nesse nível, vamos terminar nessa posição. Temos muito para correr atrás, claro, falta muito para acabar o CBLoL, que bom que temos tempo, mas é um alerta amarelo.”

Logo depois da derrota para a Keyd, o treinador da INTZ, Maestro, fez uma publicação em suas redes sociais assumindo a responsabilidade pelo resultado. Micao apreciou o gesto “nobre” de seu coach, mas acredita que a responsabilidade é distribuída.

“Na hora do pick, não é uma pessoa, somos uma equipe e qualquer um poderia ter falado, eu poderia ter falado, tanto que eu pensei, mas não falei os problemas do draft. Não dá para achar um culpado, vem da semana inteira que estamos trabalhando, é impossível simplificar em uma pessoa só.”

Para finalizar, Micao resumiu o ponto que ele acredita que a INTZ deva trabalhar para obter resultados melhores neste CBLoL: “Proatividade.”

Os intrépidos voltam ao Rift no próximo fim de semana, pelas Rodadas 5 e 6 do CBLoL. No sábado (7), a equipe enfrenta a PRG, e no domingo (8), será a vez da Fúria, ambos compromissos difíceis com adversários que disputam na parte de cima da tabela. Os jogos começam a partir das 13h, horário de Brasília.

Confira a cobertura completa do CBLoL no Mais Esports.

Veja também: Riot trabalha em sistema anti-cheat poderoso para League of Legends e outros games