A paiN Gaming não conseguiu chegar aos playoffs do CBLoL, pois perdeu o confronto direto com a INTZ na última rodada da Fase de Pontos, disputada no último dia 10.

Após a derrota e fim de temporada precoce, o treinador Thiago “Djoko” Maia falou com o Mais Esports, onde deu suas perspectivas da temporada, comentou a não utilização de Raí “Mestre” Akihito, jovem promessa do Gillette Ult e inscrito no CBLoL, além da paiN Academy, que disputa o Relegation do Circuitão contra a Falkol nesta segunda, às 15h.

Djoko, qual o panorama do campeonato? Dê um recado para a torcida…

Recado para a torcida seria agradecer pelo carinho. Acredito que, desde o Circuito Desafiante, tivemos uma torcida muito ativa, tanto em rede social, quanto lá no dia do CD… Infelizmente não poderemos ter o apoio de vocês no palco, na final, mas agradeço de coração por todo o apoio. Saibam que demos nosso melhor, não foi o suficiente, a INTZ foi melhor hoje, e no campeonato erramos muitas vezes, mas de toda forma, obrigado.

E sobre o campeonato, é aquela sensação meio melancólica e triste. Perdemos, sim, mas saímos de cabeça erguida. Eu sei onde eu errei, sei onde minha equipe errou, e creio que no saldo geral tivemos o que apresentamos no campeonato inteiro, um  jogo irregular num momento onde não pode ser irregular.

No Circuitão, a paiN teve um domínio total, vencendo até os playoffs por 3×0 duas vezes, e criou-se uma expectativa para o CBLoL. Teve a contratação do Yang depois que ajudou isso. Você acha que o desempenho no Circuitão não diria tanto porque o CBLoL é diferente, ou você acha que o time da paiN caiu um pouco?

Vejo que o Circuito, já na nossa época, teve um nível um pouco menor que do CBLoL, mas que agora está se aproximando cada vez mais. O CD de 2019, da segunda etapa, já está bem mais complicado que a primeira etapa. Nós jogamos duas, a segunda de 2018, que o nível era bem mais baixo, e a primeira deste ano, que já era mais alto e agora está ainda mais, com equipes bem competentes. O CD era um pouco mais fácil, permitia alguns erros um pouco maiores, era mais tranquilo embora tenhamos passado bem para o playoff, mas ainda sim, eu vejo que o erro maior está no nosso time.

Não soubemos encontrar o mesmo tom. Nós tínhamos o mesmo tom praticamente constante no Circuito, e não era constante no CBLoL, flutuava muito de semana a semana, muitas ideias diferentes de como deveríamos jogar e a equipe não achou um caminho agradável a todos ou que fizesse sentido. Tivemos dificuldade de encontrar essa voz unificada, coisa que fizemos com facilidade no CD.

Infelizmente aconteceu sem acharmos a solução. Acredito que em alguns momentos estivemos próximos de achar um caminho para a paiN no CBLoL, mas no fim não conseguimos. A INTZ se recompôs, veio bem e fez um excelente jogo.

Mestre estava inscrito como reserva da paiN, mas não chegou a atuar no CBLoL Foto: Riot Games

A paiN fez revezamento entre o Yang e o Ayel, e chegaram até a lançar um esA pra jogar de AD Carry. Tem outros reservas inscritos, como o Mestre. Por que vocês não utilizaram outros reservas além de só revezar o Yang e Ayel? Ele não está pronto ainda?

O Mestre passou por várias situações pessoais e sinto que ele, mecanicamente, apresenta um nível muito bom, poderia atuar, mas ele é muito novo ainda. Tem muitas coisas que ele está descobrindo internamente para poder amadurecer e estar realmente pronto para entrar no CBLoL. Sinto que isso faltou e por isso não o usamos.

Mesmo no Circuitinho, quem está jogando é o Yan, que também foi do Gillette Ult. Eu sabia da qualidade dele, apostei no menino, enquanto o Mestre está um pouco mais afastado para resolver as situações dele, mas também é um excelente jogador. Foi muito por isso.

No caso do Yang e Ayel, aí são jogadores bem mais experientes, mais amadurecidos e que facilitam essa troca um pelo outro.

Você é um dos treinadores do Gillette Ult. Você tem uma força de vontade de fazer esses garotos funcionarem? Mostrarem que o projeto é bom e que está realmente querendo revelar jogadores?

Tenho sim, mas acredito que eles já estão funcionando do jeito deles. Por exemplo, eu fico muito feliz de ver a paiN Academy disputando o Relegation para o CD.

Você está trabalhando com eles também?

Não diretamente, mas sempre que eles passam por ali eu chamo de canto e falo “vamos lá, o que vocês estão fazendo, olha isso aqui, etc”. Sou um canal aberto para qualquer dúvida e pergunta, para o pessoal da paiN Academy especificamente.

Mas eu fico feliz de ver que eles estão funcionando nesse sentido, Eradan está indo bem, Bgob está indo bem, temos o Yan como eu falei, que não foi um dos contratados diretamente pela paiN, mas está indo bem. Então é um mix bem interessante, e mesmo em outros lugares, como o Blacky, o Ace na INTZ Academy, não com tanto sucesso mas está funcionando. Sim, dá vontade de vê-los jogando CBLoL, mas um passo de cada vez. Primeiro um Circuitinho, um Circuitão, e mais para frente, o CBLoL.

Djoko e Dionrray dividiram a Comissão Técnica da paiN no 2º split do CBLoL 2019 Foto: Riot Games

Sobre a paiN Academy, você está de férias teoricamente. Você vai ajudar a equipe no Relegation?

Boa ideia, não tinha pensado nisso. Se eles precisarem e acharem que faz sentido… Como eu falei, sou um canal aberto para eles, posso ajudar no que for necessário, mas vamos ver o que vai rolar, porque temos que pensar que acabou o campeonato para paiN porque perdemos, mas tem muitas coisas a se resolver para melhorar e evitar que os problemas persistam.

Os trabalhos direto de treino para campeonato acabou, mas o trabalho não para nem no descanso.

O que você acha que acontece nesta lineup da INTZ, que em momentos importantes, cresce muito? E quais seus palpites para as finais do CBLoL?

Para mim é muito evidente o que acontece com a INTZ, e nem sobre a line em si, mas os jogadores. Os players que personificam isso são o RedBert, o Micao e o Tay, principalmente. São jogadores que têm um pouco de dificuldade de encontrar a motivação deles ni começo do campeonato, mas entendem que é muito legal quando você vai para o playoff e ir para fora, e todos já foram. E, no caso do RedBert, é até mais engraçado porque ele já foi com a Team One e com a própria INTZ. São jogadores que entendem o momento correto para crescer.

A brincadeira e a maior fala para o CBLoL é: O CBLoL não é corrida de 100 metros, é maratona, e você tem que saber a hora de usar sua energia, que é quando você está próximo do fim.

Sobre os palpites, Flamengo 3×0 Uppercut e KaBuM 3×2 INTZ. Na final, muito em aberto, vai depender das semifinais.

A temporada da paiN Gaming acabou. O único torneio que a equipe principal da organização ainda pode participar é a Superliga, que acontece no fim do ano. Enquanto isso, às 15h desta segunda-feira (19), a equipe Academy da paiN tenta o acesso ao Circuito Desafiante 2020, enfrentando a Falkol numa série Md5. A partida será transmitida nos canais oficiais da Riot Games na Twitch.

Artigo anteriorTítulo mundial do Bugha é imortalizado no Fortnite
Próximo artigoCS:GO: fnx é o novo jogador da RED Canids
Wow, você chegou até aqui? Isso significa que a matéria ficou legalzinha pra ler até o fim (Ou era sobre seu jogo favorito/time do coração, e tudo bem também) Eu sou Vitor Ventura, sou jornalista formado pela Universidade Mackenzie e trabalho com Esports desde 2016. Eu jogo League since 2015, e outros joguinhos também. Tenho duas tatuagens no braço direito, uma do Zelda e outra do Final Fantasy VIII. Fã de JRPG, jogo desde os meus 3 anos de idade e gosto de dizer que trabalho com meu sonho: Escrevo, falo sobre e viajo por conta de "joguinho"!