Faltando menos de duas semanas para as semifinais do CBLOL 2019, KaBuM e a INTZ vêm negando realizar treinos com o Flamengo, conforme foi apurado pelo Mais Esports.

Flamengo, KaBuM e INTZ terminaram em 1°, 2° e 3° lugar respectivamente. Com um favoritismo claro do Flamengo em sua chave, as outras duas equipes estão optando por não treinar com o clube carioca por ser o possível adversário da grande final.

Sem citar diretamente os times, Felipe “brTT” Gonçalves, disparou em seu Twitter:

Sem outras equipes do top 4 para treinar, o Flamengo está treinando com as equipes que disputam a LLN e o Circuito Desafiante, porém, em um patch diferente que será realizado a semifinal do CBLOL.

O Flamengo jogará contra a Uppercut no dia 24 de Agosto enquanto a KaBuM enfrenta a INTZ no dia 25. A final da competição será realizada no Rio de Janeiro no dia 7 de Setembro.

Em contato com a reportagem, a KaBuM afirmou que “os treinos seguem um plano estratégico, levando em consideração os adversários e o momento do campeonato. Em último contato feito entre o nosso staff e do Flamengo, na semana passada, houveram alguns cancelamentos de ambas as partes nos treinos. Na ocasião, o Flamengo foi comunicado dos planos da KaBuM! para a semana seguinte. Nossa organização optou por realizar treinos com outros adversários disponíveis, a fim de otimizar a agenda, realizando o contato prévio sobre esse posicionamento e, portanto, mantendo o Flamengo ciente sobre as decisões tomadas. Reforçamos, por fim, que tais decisões não se resumem em recusa ou um meio de prejudicar times e, sim a nossa estratégia de treinamento e disponibilidade, além do respeito mútuo das organizações à liberdade de se comunicarem para definirem seus respectivos agendamentos e próximos treinos. Agradecemos a oportunidade de esclarecimento e o nossa staff permanece sempre à disposição das organizações para proceder com os agendamentos de treinos”.

A INTZ também se manifestou. Confira abaixo todo o pronunciamento na íntegra:

“O nosso plano de treino envolve a prática das nossas táticas e composições para os próximos desafios competitivos, por isso, optamos por clubes que transmitam confiança no sigilo destas informações e parceria corriqueira de treinos.

Dentro do nosso clube, temos o benefício de ter uma estrutura de 10 atletas na modalidade de League of Legends, o que invariavelmente é priorizado no plano de treinos junto com clubes que sempre prezam para a evolução da região.

Após encerrarmos nossa participação competitiva, assim como padrão em outros anos, colocamos à disposição os nossos atletas e comissão técnica para auxílio aos representantes brasileiros.

Neste split, caso sejamos novamente campeões do CBLOL, faremos um bootcamp antes do Worlds, para evitar novos problemas de falta de treinos.”