Continuando a série de texto sobre os grandes jogadores dos principais times da China, hoje vamos falar sobre um dos jogadores mais carismáticos de toda LPL, o sempre apaixonado DoinB. Sua história é longa dentro da liga, cheio de altos e baixos, mas também de muita determinação.

Veja também: Imp na estrada para redenção

DoinB é aquele tipo de jogador que ou você ama, ou simplesmente não o conhece o suficiente. Dono de builds estranhas, picks estranhos, gifs onde ele cai no chão com cadeira e tudo depois de uma vitória e também chora depois de uma grande derrota. Uma grande figura dentro e fora de jogo, Super Carry DoinB.

Foto: LPL

O começo estrondoso

DoinB chegou na LPL junto de vários outros coreanos ainda no começo de 2015, sem experiencia nenhuma no competitivo, DoinB não achava o estilo de jogo coreano tão interessante, por isso quando recebeu a proposta da Quao Gu na época, aceitou sem pensar muito, pois de acordo com ele mesmo, o estilo de jogo chinês era o jeito mais divertido de se jogar League of Legends.

Começou na LSPL, segunda divisão chinesa, junto do na época companheiro inseparável e também coreano, Swift. Juntos destruíram a LSPL, ganharam o acesso para a LPL e surpreendentemente terminaram o campeonato em segundo lugar, perdendo por 3 a 2 na final contra a LGD de Imp. Em seu ano de estreia DoinB quase conseguiu chegar no mundial, não conseguiram superar a IG de Rookie e Kakao na final regional, porém as expectativas para o ano seguinte era as melhores possíveis.

Imagem: LPL

Antes amigos inseparáveis, agora inimigos mortais

O ano de 2016 foi sem dúvida o pior ano da carreira de DoinB, depois de baterem na trave contra a Ever na final da IEM Cologne no finalzinho de 2015, a chegada de Uzi para a lineup e um regular onde terminaram em primeiro em seu grupo, tudo parecia ir bem, até boatos sobre complicações entre Doinb e Swift começarem a vazar na mídia.

Doinb acusava Swift de ser extremamente toxico com seus companheiros de equipe e treinadores, Swift acusava Doinb de estar muito distraído com sua namorada e não estar treinando o suficiente, acabou que a relação ficou tão desgastada que a organização teve que escolher entre Swift e Doinb e como na época Swift era o principal jogador do time, Doinb acabou afastado e isso gerou um dos acontecimentos mais estranhos da história da LPL. O reserva de Doinb acabou machucando a mão dias antes dos playoffs começarem, a Quao Gu não conseguiu inscrever outro mid laner para a posição e o time acabou perdendo por WO uma semi final de LPL, acontecimento no mínimo bizarro.

Foto: LPL

O recomeço doloroso

Depois de toda polemica com Swift, Doinb acabou indo para o time da LSPL da então Newbee, que tinha acabado de comprar a Quao Gu. Doinb se encontrava novamente na segunda divisão da China e mais uma vez conseguiu subir para LPL, agora sendo o astro da equipe, não mais dependente de Swift, um novo Doinb tinha surgido.

Com o acesso da equipe B da Newbee para a LPL, o time precisaria mudar de tag novamente, mais uma vez Doinb se via vestindo a camisa da Quao Gu, porém dessa vez sem tantas polemicas, mas com resultados ainda impressionantes. Doinb foi o MVP do primeiro split de 2017, jogando com campeões diferentes e fazendo coisa inusitadas durante o jogo. Doinb chamava muito atenção, mesmo sua equipe não repetindo a boa performance no segundo split daquele ano, Doinb continuava se destacando imensamente, brigava pelo título de MVP do campeonato mesmo amargando as últimas posições da tabela.

Foto: LPL

A batida na trave

Com o final de 2017 não sendo muito bom para Doinb apesar das grandes atuações, o jogador decidiu aceitar a oferta de uma nova organização que estava chegando na LPL, um time estrelado em que Doinb novamente seria a peça fundamental.

Com um primeiro split incrível, uma performance memorável durante o Rift Rivals e um segundo split um pouco menos genial, Doinb se viu em uma Rouge Warriors que parecia ter estagnado, muitos times fortes começavam a surgir na LPL e mais uma vez, assim como foi em 2015, Doinb bateu na trave e não conseguiu chegar ao mundial. Com mais esse fracasso, boatos de que Doinb iria se afastar do competitivo para tratar de sua saúde começaram a surgir, para mim e para muitos parecia ser o final de uma carreira que apesar de grandes performances nunca foi de fato coroada.

Foto: LPL

A última tentativa

Voltando não das cinzas, mas de uma quase aposentaria, Doinb foi anunciado como o novo mid laner da FunPlus Phoenix no finalzinho de 2018, ele seria novamente o líder e peça fundamental de um time novato na liga que tinha tido resultados impressionantes.

Chega a ser engraçado eu dizer mais uma vez que a fase regular de Doinb foi incrível, seu time ficou invicto durante grande parte do primeiro split da LPL, novamente performances incríveis, ele junto de Tian formaram a dupla mais imprevisível e assustadora de toda LPL. Infelizmente não conseguiram se sagrar campeões, mas diferente das outras equipes de Doinb, a FPX tem aquela aura de campeã, sabem?

Eu de verdade acho que esse segundo split de 2019 pode ser o último de Doinb, pelo menos por um tempo. Ele de fato precisa tratar de seus problemas de saúde, mas ele é aquele tipo de jogador que não desiste, que se sente que não está jogando bem, vai lá e joga 20 horas por dia sem descanso. Ele chama a atenção pra si, ele grita, pula, chora, lidera seus companheiros dentro e fora de jogo. Hoje ele é um homem casado, não um garoto como era quando começou, mas ainda tem aquela energia de querer ser campeão, de chegar em um mundial.

Doinb é um coreano que chegou na LPL pois queria jogar na região mais divertida do mundo, acabou fluente em mandarim, se casando na china, virando um ídolo chinês e se a saúde dele não o parar, ele só para quando se tornar um campeão chinês.

Veja também: Imp na estrada para redenção