A Riot Games anunciou na tarde desta sexta-feira (29) mudanças no formato da LCS NA para 2018. Depois de três temporadas com o formato de séries MD3 (Melhor de três), ida e volta, a empresa resolveu reverter as mudanças e adotar o seu formato antigo, de séries MD1 ida e volta.

Em todo esse tempo que a LCS NA adotou o formato de MD3, a Riot veio estudando vários aspectos para ver se o resultado era positivo tanto quanto eles estavam esperando ou se os malefícios se sobressaiam as vantagens. A empresa coletou dados de visualizações online e presencial, feedback da comunidade e até dos jogadores.

A empresa explica que fez a mudança do formato para MD3 em 2016 pois acreditava que o mesmo poderia gerar uma melhora no nivel das equipes para torneios internacionais (MSI e Mundial), e também daria uma melhor experiência para os fãs, que poderiam ter mais jogos de sua equipe favorita, além de que séries nesse formato criavam uma narrativa interessante ao decorrer da mesma, para o espectador. Antes da Riot fazer a mudança no formato, ela também recebeu feedback da comunidade e também dos jogadores envolvidos, o que ajudou a decisão a ser tomada.

Estúdio da LCS NA Foto: Riot Games

Apesar de um retorno inicial bem positivo, a empresa percebeu que algumas de suas premissas foram erradas, e que com o passar do tempo, os espectadores passaram a assistir menos a LCS NA pois as séries se  tornaram menos agradáveis e mais cansativas. Muitos fãs disseram  que não  estavam assistindo uma série inteira, o que impactou diretamente para que a média de visualizações da liga caísse significativamente. A empresa também conversou com os jogadores da liga, e os mesmos concordaram que o formato acabou trazendo mais consequências do que benefícios a competição.

A Riot constatou que os fãs preferiam ver mais conteúdo de varias equipes do que focar muito tempo em alguma especifica. O formato fica mais “digerível” para o telespectador, que pode acompanhar a competição do começo ao fim. O formato também pode proporcionar jogadas menos repetitivas, e até uma rotação maior de campeões. Outro ponto positivo é o poder maior de previsão de quando um jogo vai começar, fazendo com que os fãs não tenham que esperar tanto tempo desnecessário para ver sua equipe favorita jogar. A empresa até poderia colocar horário fixos para as séries, os quais fossem calculados baseados na pior hipótese (uma série com 3 jogos), porém eles não querem que o espectador possa ter que esperar desnecessariamente a próxima série.

A empresa entende que o formato MD1 pode vir a reduzir o desempenho das equipes, principalmente internacionalmente, porém ela trabalhá duro junto com a Associação dos Jogadores para tornar a pratica de Scrims (blocos de treino entre as equipes) mais eficiente.

Outro ponto importante é que esse formato permite uma programação que não precisa mais ter duas transmissões simultâneas igual vinha acontecendo na competição, o que faz com que fique mais fácil ainda que os fãs possam acompanhar a competição. Mais informações sobre os novos fluxos de horários da LCS NA 2018 serão reveladas em breve.

Vale lembrar que a LCS NA vai adotar o Sistema de Franquias em 2018.