Immortals
Immortals foi vice-campeã da LCS em 2017 (Foto: Riot Games)

A OpTic Gaming e o Houston Outlaws são de propriedade da Immortals Gaming Club. A companhia, proprietária da MIBR e da Gamers Club e que tem Gabriel “FalleN” Toledo entre os sócios, concluiu a compra da Infinite Esports & Entertainment, a empresa-mãe da organização de esports baseada em Houston, Estados Unidos.

A confirmação do negócio aconteceu nesta quarta-feira, após meses de especulações sobre o futuro da OpTic. É o segundo movimento recente da Immortals Gaming Club – que foi rebatizada assim no início de maio, depois de comprar a Gamers Club.

Em nota, a IGC revela que compra da Infinite é “a maior transação de mudança de controle da história dos esports”, mas não confirma o valor investido. De acordo com o anúncio, o negócio coloca o valor da Infinite em mais de US$ 100 milhões.

Com o acordo, Neil Leibman e Ray Davis, investidores da Infinite e co-proprietários do Texas Rangers, equipe de beisebol, passam a ser acionistas na IGC – assim como os brasileiros FalleN, Yuri “Fly” Uchiyama e Juliano “Memelo” Mirandolli. Leibman, inclusive, vai se juntar ao conselho de diretores da IGC.

Com a conclusão da compra, a IGC tem Immortals, MIBR, Los Angeles Valiant, Gamers Club, OpTic e Houston Outlaws sob seu guarda-chuva. Para evitar conflito de interesses, a OpTic irá se desfazer de seu time de Counter-Strike: Global Offensive e Valiant e Outlaws serão operadas “como entidades totalmente diferentes” até a venda da franquia texana da Overwatch League – decisão essa que foi aprovada pela Activision Blizzard.

Carro-chefe da OpTic, o Call of Duty seguirá recebendo investimento. A IGC não oficializou que brigará por uma das vagas na futura liga franqueada do jogo, mas afirmou que está trabalhando com a Activision Blizzard para “garantir que a OpTic continua tendo um papel de liderança no futuro de Call of Duty”.

RETORNO À LCS

A nota também oficializa uma das notícias mais aguardadas sobre o caso: a Immortals voltará oficialmente à League of Legends Championship Series. A transferência de propriedade da OpTic foi aprovada pela Riot Games e, após o fim da atual temporada, ela será renomeada para Immortals.

Em 2017, a organização então comandada por Noah Whinston não foi aceita pela Riot Games na liga franqueada. Na época, a ESPN noticiou que um dos motivos da rejeição da Immortals foi o “comprometimento financeiro” que a organização fez ao comprar uma das franquias da Overwatch League.