Quatro organizações gigantes da Europa solicitaram adesão a LCS NA (League of Legends Championship Series North America) no novo sistema de franquias que vai entrar em vigor em 2018 na competição. A informação foi divulgada pela ESPN norte-americana, que afirmou ter conseguido a informação com fontes próximas a Riot Games.

As equipes que tem interesse em ingressar a liga são: G2 Esports, Fnatic, Misfits e Splyce. De acordo com as informações publicadas, as equipes se sentiriam mais seguras em fazer mais investimentos na liga norte-americana, justamente pelo novo sistema de franquias.

Entenda o sistema de franquias

No sistema de franquias as equipes “compram” as vagas na competição, tendo assim a garantia da permanência no campeonato independente do seu resultado. Esse sistema é adotado em ligas de esportes tradicionais como por exemplo no futebol americano (NFL)basquete (NBA)beisebol (MLB) entre outros.

Com esse novo sistema, o rebaixamento nas ligas é extinto, assim como a classificação por meio da Challenger Series. Você pode conferir mais detalhes sobre como esse sistema vai funcionar aqui. Ao anunciar as franquias, a Riot Games disse que não pretende levar a iniciativa para a LCS EU no momento.

Vale lembrar que para uma equipe conseguir a vaga na LCS NA, ela vai ter que passar por uma série de avaliações da Riot Games, e caso seja aprovada, terá que pagar um valor de 10 milhões de dólares pela vaga.

Como o rebaixamento será extinto, as equipes terão mais segurança para fazer investimentos e atrair novos investidores, causando uma maior estabilidade financeira tanto para as organizações quanto para a liga em si. Esse fator é o principal motivo do interesse das organizações europeias nas vagas.

Mudanças caso as equipes sejam aceitas na LCS NA

Caso as equipes sejam aprovadas a ingressar na liga norte-americana, ambas teriam que mudar suas operações para Los Angeles. A Misfits e a Splyce não teriam grandes problemas com isso, já que elas tem sedes em Nova York e Miami, respectivamente.

Outra questão a ser avaliada é os jogadores. Com a regra de restrição de no máximo 2 estrangeiros jogando simultaneamente por uma equipe, os times europeus teriam que dispensar jogadores ou então ficar com um time reserva grande para conseguir alternar a line-up de maneira que não infrinja a regra da Riot Games.

Até o momento nenhuma das organizações envolvidas se pronunciaram sobre o caso. A Riot Games também não comentou sobre o assunto.