Desde o anúncio da Overwatch League em 2016, poucas informações foram dadas aos jogadores e público acerca da liga além de que ela começaria no terceiro trimestre de 2017. Nesta terça-feira (27), o comissário de esports da Blizzard, Nate Nanzer, publicou uma carta no site oficial explicando superficialmente o sistema de recrutamento da Overwatch League.

Jogadores de todos os países começaram a receber e-mails convidando-os para preencher uma pesquisa perguntando por interesse, experiências e preferências, além de pedirem permissão para que essas informações possam ser compartilhadas com donos de organizações da liga mundo afora. Os e-mails também perguntavam sobre redes sociais e participação competitiva.

Nate Nanzer afirmou que o escritório da Overwatch League está movendo a vapor e que a Blizzard está, assim como os jogadores, sedenta por mais do cenário competitivo.

“A cenas de ação de eSports impressionantes vistas nesses e em outros eventos pelo mundo, nos deixaram inspirados e sedentos por mais. Nós sabemos que vocês estão empolgados com o lançamento da Liga de Overwatch e acredite em mim, nós estamos com vocês. Estamos coçando para ver quais competidores chegarão ao próximo nível com seleções cheias de jogadores de nível mundial sendo meticulosamente articuladas”, escreveu Nanzer.

Jogadores que atingiram o Top 500 nas temporadas 3 ou 4, participaram de campeonatos de alto calibre, como APEX Season 2 ou Pacific Championship 2017, ou outras qualificações que indiquem habilidade, como a participação em uma organização estabelecida, foram os critérios escolhidos pela Blizzard para o envio dos formulários. Os jogadores também devem cumprir critérios legais como “idade e elegibilidade para participar de uma competição profissional como especificado pelas leis de cada país”.

Os formulários preenchidos pelos jogadores serão enviados para donos de times da Overwatch League e não garantem, necessariamente, uma vaga na liga. Mais informações serão divulgadas em breve.