A Falkol, time de League of Legends que fará estreia no Circuito Desafiante em 2019, anunciou nesta segunda-feira uma novidade a fim de fortalecer a equipe para a próxima temporada. Os jogadores e técnicos farão um bootcamp na Coreia do Sul durante o Mundial 2018, em que pretendem jogar na fila ranqueada mais fortes do mundo.

A iniciativa faz parte do projeto da organização de não apostar em talentos já consolidados no cenário, e sim na força da lineup já adquirida pelo time. A escalação conquistou a vaga no Desafiante através das classificatórias abertas, e mira na conquista de seu espaço no CBLoL.

Além dos veteranos Thulio “SirT” Carlos, Daniel “Evrot” Santos e o técnico Ednilson “Jukaah” Vargas, participarão do bootcamp os jogadores Gabriel “Zen” Pontes, Matheus “Mewkyo” Ferraz, Erick “Furyz” Susin, Roberto “Road” Freitas e Victor “Vahvel” Vieira, lineup da Falkol em sua totalidade.

A equipe passará um mês na Coreia, onde se hospedarão no mesmo hotel em que equipes de elite mundial como a Team Liquid, Cloud9 e Fnatic, e já tem treinos marcados com times das LCS NA e EU. “Vamos fazer o bootcamp no mesmo molde dos times do NA e EU”, conta conta Leone Patron, manager da Falkol.

“Nós acreditamos que não é sobre jogar, então chegaremos lá com pontos individuais em que cada jogador deve melhorar”, diz Patron. De acordo com ele, o planejamento não consiste apenas em jogar na SoloQ, mas em absorver o máximo de conhecimento possível das equipes que estão presentes no Mundial.

A Falkol estará na Coreia do Sul até a final do Mundial, e retornará ao Brasil dias após o fim do campeonato. Ainda não há data oficializada para o início do Circuito Desafiante 2019, em que a equipe fará sua estreia no circuito brasileiro oficial de LoL.

Veja também: All-Star 2018 será em Las Vegas e contará com criadores de conteúdo