Após vencer a CNB no último domingo (19), a INTZ conseguiu sua primeira vitória no torneio e deu assim uma certa aliviada na situação da equipe na competição. Apesar da vitória, os intrépidos continuam empatados na parte de baixo da tabela com a CNB, Team oNe e paiN Gaming. O Mais e-Sports conversou com o mid laner Bruno “Envy” Farias após a primeira vitória de sua equipe na competição.

O jogador Ayel já tinha falado em entrevista ao Mais e-Sports que um dos motivos para que a INTZ não estivesse conseguindo sair com a vitória poderia ser a “falta de liderança” dentro da equipe. Vocês conseguiram consertar isso? O que aconteceu nessa série para vocês jogarem bem?

Envy: Eu não acho que a liderança nessa série foi concentrada em uma pessoa só, nós conseguimos distribuir a comunicação de maneira certa então conseguimos montar uma maneira em que os cinco não ficassem falando o tempo todo, meio que uns três falando no inicio, dois falando no meio e dois no final do jogo, então basicamente isso ajudou bastante a gente e conseguiu limpar bastante nossa comunicação, o que ajudou bastante a sair com a vitória.

O Galio voltou com bastante força nesse patch, você pode explicar um pouco as principais forças do campeão?

E: Basicamente ele fica bem ok contra quase todos os mid laners, ele consegue dar dois furacões e sair da lane, tem push e o range da ult dele é muito grande e ele pode proteger as duas sides já que no top agora tem muitos heróis carry como GP, Gnar entre outros, então ele é um herói muito completo, ele pode ficar tank e ainda sim dar bastante dano então é por isso que está sendo bastante usado.

O Robo fez a escolha de Syndra no segundo jogo e imediatamente você respondeu com a escolha de Fizz. Você já esperava jogar com o campeão?

E: Eu já esperava sim jogar de Fizz, já tínhamos conversado sobre isso e por isso banimos vários mids para que fosse possível, então quando ele (Robo) escolheu Syndra, a gente simplesmente sabia que era Fizz, fiquei até feliz quando ele pegou Syndra porque eu ia conseguir pegar o Fizz e é um herói muito divertido e eu gosto bastante de jogar.

A vitória traz para vocês algum tipo de alívio pela má fase que vocês estavam passando nas rodadas anteriores?

E: Traz, sim, é meio que uma sensação que a gente não está mais em último agora, a gente está empatado mas sabemos que se jogarmos certo, do jeito que jogamos em treino, a gente consegue sair muito fácil dessa posição, então dá uma alivio, sim.

Envy recebeu o MVP nas duas partidas da série contra a CNB. Foto: Riot Games

Como vocês melhoraram o mindset de vocês para essa série?

E: A nossa melhora de mindset foi ao longo dessas duas semanas de Carnaval, conversamos bastante em grupo e toda vez que perdíamos algum treino, a gente conversava bastante sobre, até ver o que deu errado, o que era para dar certo e como dar certo, então eu acho que foi a quantidade de conversa que a gente teve, basicamente foi só isso, treinar bastante e conversar mais ainda.

Como foi jogar contra o Robo no mid?

E: Foi bem normal, ele é melhor que alguns mid laners do CBLoL porque ele chama bastante recurso pra ele, porém falta alguma coisa que eu não sei explicar, ele tem muito potencial no mid.

Você pode comentar um pouco mais sobre o que está faltando nele?

E: Eu não sei bem o que está faltando, mas acho que o 2v2 dele no mid com o Turttle não está muito bom, eu acho que eles não procuram muito esse 2v2 e não botam muita pressão nisso, acho que ele depende muito de carregar o jogo sozinho. Por exemplo, ele pegou Lucian contra Galio e Lucian é um counter muito forte do Galio, mas só na lane praticamente, então ele tá dependendo muito de lane e se ele não conseguir massacrar na lane, ele não vai conseguir ganhar o jogo, então ele está sendo muito egoísta, eu diria.

O próximo jogo da INTZ será contra a paiN Gaming no dia 25 de fevereiro. Você pode acompanhar a cobertura completa do CBLoL 2018 aqui no Mais e-Sports.

*Entrevista realizada em parceria com Evelyn Mackus, repórter do Mais E-Sports.