Zig é protagonista de “Em Busca da Vitória”, documentário sobre Rainbow Six Siege (Foto: Divulgação/Ubisoft)

O que te faz acompanhar esports? É apenas sobre o jogo?

O recém-lançado documentário de esports da Ubisoft, Em Busca da Vitória, coloca a afirmação em xeque ao apresentar de forma intimista as trajetórias de três das maiores estrelas do Rainbow Six mundial: o brasileiro Leo “ziG” Duarte, da Team Liquid, o dinamarquês Niclas “Pengu” Mouritzen, da G2 Esports, e o canadense Troy “Canadian” Jaroslawski, da Evil Geniuses.

Em exibição nesta sexta-feira (1) em cinemas de oito cidades do Brasil, o longa-metragem mostra a rotina dos jogadores em direção ao Six Invitational, campeonato internacional da modalidade, que acontecerá a partir do dia 11 de fevereiro. Os três profissionais têm motivações diferentes para almejarem o título. Enquanto o multicampeão mundial Pengu busca defender seu lugar no topo, Canadian e ziG vêm de campanhas abaixo do esperado e querem cravar outra vez seu nome entre os melhores do mundo.

Em Busca da Vitória não conversa apenas com fãs de Rainbow Six: Siege. Qualquer um que acompanha algum esporte eletrônico — e arrisco que até os fãs de games em geral, sem familiaridade com o universo das competições — consegue se emocionar com a sensibilidade do filme e, principalmente, com as histórias contadas ali. Não é uma narrativa sobre Rainbow Six ou sobre jogos de tiro. É uma narrativa sobre três pessoas que vivem seu sonho — e os altos e baixos de viver dessa forma.

Pengu, Canadian e ziG têm muitas diferenças quando se fala de suas origens e, principalmente, de suas motivações. Mas o documentário vai muito além ao apontar como os três são muito parecidos em essência: eles são unidos pela paixão pela competição — alimentada pela vontade e quase necessidade de estar no topo. E, apesar de toda a estrutura, apoio da torcida e vantagens desse estilo de vida, a queda do céu ao inferno é uma possibilidade constante e dolorida.

Em Busca da Vitória é sobre isso. É sobre a rotina e os pensamentos de um jogador profissional no topo do mundo, além das regalias, além dos troféus, além da glória e além do fracasso. É sobre a humanidade de pessoas que escolheram dedicar suas vidas ao esporte eletrônico, e abraçaram os altos e baixos — drásticos, constantes e em formato de montanha-russa — da melhor forma que conseguiram, se entregando completamente ao meio. É sobre entrega, e sobre recompensa.

“É mais fácil ser campeão do que se manter no topo”, ziG afirma no trailer do longa-metragem. Todo fã de esports merece conhecer um exemplo tão sincero e íntimo de como funciona a vida de seus ídolos, na vitória e na derrota, nos altos e, principalmente, nos baixos.

Confira o trailer do documentário e as sessões disponíveis para esta sexta-feira:

Veja também: “Antes, seu filho queria ser jogador de futebol. Hoje, quer ser um pro player”, comenta ziG