A segunda etapa da fase de grupos foi realizada em Sydney, Austrália, onde oito países dos grupos C e D–Suécia, Portugal, Austrália, Itália, Japão, Espanha, Finlândia e Vietnã–disputaram pelas duas vagas das eliminatórias na BlizzCon, em novembro. Austrália e Suécia, dois integrantes do grupo C, foram classificadas e aguardam os jogos dos demais grupos que jogarão na Polônia e Estados Unidos.

A etapa de Sydney foi completa de reviravoltas: o país que foi top 3 da Copa Mundial de 2016, Suécia–que era cogitada a passar sem muitas dificuldades pelo grupo C–acabou tendo dificuldades no início, empatando contra Portugal, mas se recuperou em vitórias contra a Itália e Austrália e ficou em primeiro no grupo. Já o Japão, que não tem um cenário competitivo forte, empatou apenas com a Finlândia, mas superou o Vietnã e Espanha, terminando em primeiro lugar no grupo D.

Espanha e Austrália tiveram os mesmos resultados (2-0-1) e ficaram colocadas em segundo lugar em seus respectivos grupos, passando para os playoffs da etapa de Sydney. Enquanto a Suécia apresentou um desempenho melhor contra a Espanha–vitórias em Hollywood, Torre Lijiang e Colônia Lunar Horizon–, Japão e Austrália tiveram uma disputa acirrada, passando por cinco mapas–vitórias para os australianos em King’s Row, Indústrias Volskaya e Oasis; e derrotas em Torre Lijiang e Dorado. Apesar da disputa, a seleção australiana sagrou-se campeã e juntou-se à Suécia, França e China na lista dos países garantidos nas eliminatórias em novembro, na BlizzCon.

Foto: Blizzard Entertainment

Etapa de Katowice

Nos dias 4 a 6 de agosto, os participantes dos grupos E e F–Áustria, Canadá, Países Baixos, Polônia, Rússia, Singapura, Coréia do Sul e Turquia–disputam em Katowice, Polônia, por mais duas vagas dos playoffs na convenção da Blizzard. Nesta etapa, os jogos começarão às 14h (horário de Brasília)–com exceção do último dia, que será iniciado às 13h–e serão transmitidos no canal copaamerica_pt2 com narração em português.

A etapa de Katowice é considerada uma das mais difíceis. Em 2016, Coréia do Sul sagrou-se campeã da Copa Mundial e um de seus jogadores, Miro ganhou o título de MVP. Além dos coreanos, os grupos E e F também possuem as seleções da Rússia, Canadá e Países Baixos, equipes que possuem jogadores com fortes históricos nas line-ups.