Nesta quarta-feira (29) o site sul-coreano Inven entrevistou o novo integrante da comissão técnica da SK Telecom T1, Bae “Bengi” Seong-woong. A entrevista foi feita logo após o jogo que a SKT saiu com a vitória contra a Griffin na KeSPA Cup.

Em junho de 2017 o ex-jogador da SKT anunciou uma pausa em sua carreira de jogador após ter sido rebaixado para a “série de promoção” chinesa jogando pela equipe Vici Gaming. Recentemente foi anunciado que Bengi seria o novo integrante da comissão técnica da SK Telecom T1.

Inven: Como você se sente com a sua primeira vitória como coach?
Bengi: Eu já sabia que a Griffin era um time forte. No entanto, eles se mostraram um time mais forte do que eu imaginei. A série se tornou longa como resultado disso.

I: Antes da partida, que tipo de conselho você deu aos jogadores?
B: Eu ainda sou um coach inexperiente, então não pude dar a eles nenhum conselho especial.

I: O que estimulou o seu retorno para a Coréia como coach?
B: Eu estava dando uma pausa após retornar da China. Então kkOma me chamou e eu aceitei. E foi assim que me tornei um coach.

I: Assim como a comissão técnica, a line-up do time também sofreu mudanças. Como isso afetará o estilo de jogo da equipe?
B: Eu não acho que terá uma grande mudança no estilo
de jogo. Nós cometemos alguns erros na série de hoje, mas se trabalharmos em corrigir esses erros acredito que nos tornaremos muito mais fortes.

I: Como ex-campeão pelo time, como foi assistir a SKT T1 durante o Campeonato Mundial de 2017?
B: Eu fiquei impressionado pela SSG quando vi o quanto eles estavam fortes enquanto assistia a final. Eu estou especialmente impressionado pelo Ambition… ele é mais velho do que eu, mas ainda demonstra uma performance incrível…

I: Você experimentou a LPL. Qual a diferença entre LPL e LCK?
B: Não tem uma diferença muito grande. O meta muda bem mais rápido na LPL e nas outras regiões comparado a Coréia.

I: Conte-nos seus objetivos como coach.
B: Eu estarei com a SKT por um ano. Eu irei me certificar de fazer o meu melhor nesse período. Por favor torça por mim.

I: Algumas palavras para os fãs?
B: Primeiramente, eu não tinha planos de me tornar um coach. Mas de alguma forma, eu acabei me tornando. Eu também sinto muito pelos fãs que estavam esperando que eu retornasse como jogador. Eu estou muito triste que eu os desapontei.

A entrevista foi traduzida do coreano para o inglês pelo site Inven e teve sua tradução para o português feita pelo Mais e-Sports. Algumas adaptações da tradução foram feitas para melhor entendimento.