Foto: Riot Games

A INTZ enfrentou a Keyd Stars na sexta-feira (15) mas acabou não conseguindo saír com a vitória, perdendo a série por 2-0. Em entrevista ao Mais e-Sports, o top laner intrépido Rodrigo “Tay” Panisa comentou sobre os erros da equipe nesta série, escolhas difrentes do patch e também dificuldade em jogar contra o Yang. Confira:

Vocês trouxeram um jogo muito dominante na semana passada, contra a KaBuM, mas nesta série de agora nós quase não vimos aquela INTZ. Você acha que a Keyd que está muito forte ou vocês erraram muito hoje?
Acho que foi um pouco dos dois. No primeiro jogo nós tínhamos vantagem mas acabamos entregando, foi demérito nosso, compramos lutas erradas e tomamos decisões ruíns. No segundo jogo nós jogamos bem mal o early game, sabíamos das coisas, mas mesmo assim fizemos errado, e também a Keyd é um time muito forte, eles se adaptaram bem ao meta e eu até falei semana passada que achava eles o time mais forte desse patch, e provavelmente é.

Você acredita que a equipe não conseguiu aplicar o que praticou em treino aqui no palco?
Eu acho que em partes sim, mas não totalmente porque a semana de treino foi curta, apenas quatro dias, então nós conseguimos achar alguns meios-termos nesse patch porém o maior problema de jogar contra a Keyd é o draft, ninguém tem o draft igual o deles então fica difícil jogar contra, é um estilo único e isso faz com que seja sempre muito difícil jogar contra.

Você pode especificar mais esses fatores específicos do draft da Keyd? Eles tiveram alguma escolha que surpreendeu vocês?
Acho que é o fato de eles conseguirem jogar com bastante campeões então basicamente eles tem resposta pra tudo. É difícil um time fazer um draft que coloque eles em uma posição ruim, os times que conseguem ganhar deles fazem um draft no máximo bem parelho com o deles. Acho que de escolha mesmo nenhuma nos surpreendeu, todos os picks a gente já esperava um pouco. O que pode ter surpreendido foi o Ornn suporte e talvez Darius, mas meio que estão jogando com eles lá fora também então não teve tantas surpresas.

Picks e Bans da segunda partida entre Keyd e INTZ.

Por que estão aparecendo composições que não tem nenhum campeão de ataque a distância? Você sentiu alguma dificuldade de jogar contra o Yang de Darius?
Acho que é porque o jogo está acabando muito rápido, tem muitas maneiras de causar um snowball no jogo então não tem o porque você pegar um ADC por exemplo já que o jogo vai acabar antes de ele ficar realmente forte. No jogo contra a KaBuM por exemplo, foram todos menos de 30 minutos. Acho que o que está forte nesse patch é você pegar uma lane forte e ganhar a partir disso, por isso Darius está sendo bastante escolhido, porque ele tem uma lane muito forte. Agora sobre jogar contra o Yang, eu acho que poderia ter jogador melhor, quando fomos ‘gankar’ o Darius e ele conseguiu uma kill, me prejudicou bastante. Eu acho que o Yang é um ótimo jogador com qualquer campeão então sempre vai ser difícil jogar contra, pra mim ele é o top a ser batido.

O que você acha que a INTZ a melhorar para a semana que vem?
O principal é nos adaptarmos ao patch e a esses picks diferentes. Temos que encontrar o que dá certo pra gente porque todos os times estão conseguindo fazer isso, montar escolhas mais particulares, então também temos que achar as nossas.

O próximo jogo da INTZ será contra o Flamengo, no dia 23 de junho. Você pode acompanhar a cobertura completa do CBLoL 2018 aqui no Mais e-Sports.