Visitamos a Gaming House da CNB e tivemos a oportunidade de conversar com Yan “Yampi” Petermann. Confira toda a entrevista:

Como foi esse período de férias pra você e como tá sua expectativa pra a volta do CBLOL?

As férias foram bem tranquilas. No começo, eu tirei um tempinho pra jogar outros jogos, meio que me desligar um pouco do LoL porque tava muito saturado. Fui ver minha família, passei um tempo lá, e quando voltei tive que jogar o dobro, porque eu não jogo nada em casa, quero passar com eles o máximo de tempo que eu tenho lá. Então eu acabei perdendo o ritmo do jogo e da SoloQ, mas hoje em dia eu tô bem no meu jogo e evoluí bastante, também. A minha expectativa pro CBLOL dessa vez é demonstrar muito mais na jungle, porque eu joguei muito mais no top, mas o que não foi visto é que eu acabei jogando em outras roles aqui na casa e isso me tirou muito o foco da jungle. Agora eu só tô jogando jungle, spammando jungle nos treinos e na soloq, e tô gostando muito do meu ritmo, do que eu tô encaixando dentro de jogo e com o meu time e eu quero ver como a CNB vai se sair nesse split.

Para você, qual foi o saldo da CNB no primeiro split?

Acho que o maior saldo nosso foi se reencontrar. A coisa comum de quando um time tá abaixo do rendimento é cair cada vez mais, e a gente demonstrou o contrário. Caímos no começo, mas nos levantamos muito mais fortes e dominantes. Eu acho que dessa vez não vai ocorrer esse erro no começo, a gente vai vir dando nosso máximo e demonstrando do que a gente é capaz. Só embalar com isso e continuar cada vez mais nessa crescente.

Além da vinda do Brucer, vocês estão com reservas novos no time. Como vocês estão trabalhando isso e o que você está esperando sobre isso?

A gente sofreu um pouco no começo, porque só tinha eu de reserva na casa, o Erasus não pôde participar muito. Como só tinha eu, tinha que me encaixar em qualquer situação que tivesse necessidade. Agora a gente tem reserva de mid, jungle e adc, e eu conto com uma versatilidade maior, porque posso jogar em qualquer lane. Acho que a gente vai se sair melhor, porque temos um leque maior de jogadores. Qualquer um aqui pode jogar o CBLOL e mostrar seu desempenho. Então tá sendo bem legal ter mais reservas aqui.

Como vai ser você e o Turtle trabalhar com o Rakin e o Brucer?

A gente já tá sabendo qual jungler vai jogar com qual mid laner. Eu e o Rakin temos uma sinergia muito boa, e jogamos muito bem de carries, jogamos mais pra cima e mais agressivo. Já o Brucer quer muito controlar o mapa com o Turtle, e o Jimmy, nosso coach, tá vendo muito bem isso, dividindo os treinos pra ver quem se sai melhor em qual time.

E como tá sendo essas duas duplas? Se o Rakin e você jogam melhor com carries e o Turtle e o Brucer jogam melhor controlando o mapa, como fica quando inverte?

Eu acho que inverte bem, até, porque o Turtle é um jungler que controla mais o mapa, a visão e os objetivos, então tendo o Rakin com um carry fica mais fácil dele farmar, crescer e ganhar o jogo. Já eu com o Brucer, como eu jogo bem agressivo, ele tem pressão, controla o mid e controla a wave, e fica mais fácil de eu invadir e ter um tracking melhor na jungle. Então até misturando fica bom, e é mais questão de sinergia e de jogar junto, que é algo que tem que pegar com bastante jogo, desde SoloQ até treino. Então a gente vai jogar bastante duo juntos pra ver como se saem os dois.

Quais pra você estão sendo os times mais fortes do CBLOL? Quais vão ser os maiores desafios?

Acho que vai ter um top 4 de times que temos que ficar de olho. A INTZ, que lembra um pouco a INTZ Genesis, que era bem forte no CD e tirava jogos de times de CBLOL em treinos; a Red, que tem uma contratação nova na jungle e temos que ver o que os dois coreanos fazem juntos; o Flamengo, com a contratação de um jungle coreano, também; e a Keyd, que vem de um bootcamp, é um grande exemplo e tem que ver como eles pegam o ritmo do campeonato. Na minha cabeça, só esses quatro times estão muito fortes.

E tem dois novos junglers coreanos no CBLOL, o Shrimp, do Flamengo, e o Chaser, da Red Canids. Você conhece eles e o jogo deles? Como está a sua expectativa?

O da Red eu não vi muito, mas o Shrimp eu assistia na LCS NA. Ele é um cara muito 8 ou 80, que faz algo muito surreal no early game e isso pode ganhar ou perder o jogo. Na minha cabeça, eu acho ele muito troll, porque eu não gosto muito desse estilo de jogo, acho muito arriscado. O Chaser eu ainda não sei muito, vou estudar muito ele, ainda mais que é o nosso primeiro confronto no CBLOL e eu tenho que ficar muito de olho nele. Tenho ver como ele se sai, se está jogando muito bem com o Sky, porque na minha visão ele é um cara que tem um porte mais de carry na jungle. O Winged era mais controlador, dava muita visão e recurso pro Sky, então tem que ver como eles vão se sair juntos.

Você gosta e a gente gosta também de te chamar de autofill. Se precisar, esse split você tá preparado pra jogar top de novo, ou outra lane?

Com certeza. Sempre que eu caio autofill na SoloQ eu me desafio a jogar no mesmo nível que o cara que tá contra mim, ou até mesmo em um nível superior. Direto eu caio contra alguém que main top e joga CBLOL, ou main sup, main mid e jogo de igual para igual, e fico muito feliz com isso, porque abrange também o meu conhecimento como jungler. Eu sei como os laners se comportam, o que eles vão fazer em tal momento no jogo e isso adiciona na minha jungle, e me prepara caso eu precise jogar em outras lanes.

Você pode mandar um recado pra a torcida da CNB, sobre o que eles podem esperar de vocês?

Dessa vez a gente não vai parar do começo, e eu espero que vocês acompanhem o nosso desempenho, que vai vir muito mais forte do que no primeiro split. Dessa vez eu espero que a gente seja campeão, porque a gente vem numa crescente muito alta em treinos, principalmente do meu jogo, no meu individual, eu tô gostando bastante e espero mostrar isso pra vocês no campeonato. Vamo CNB!