O jogador Matias “WhiteLotus” Musso, atirador da equipe Lyon Gaming, recebeu uma suspensão de quatro meses do competitivo de League of Legends por comportamento tóxico nas filas ranqueadas (soloQ). O banimento foi comunicado nesta quinta-feira (16) pela Riot Games Lan.

De acordo com as regras da competição, uma infração desse tipo pode resultar de três a dez meses de punição. O jogador já havia sido punido ainda este ano pelo mesmo motivo, porém apenas teve que pagar uma multa em dinheiro. Devido ao agravante da situação, a empresa definiu a punição de quatro meses fora de qualquer competição oficial da Riot Games. A punição começa a valer a partir do dia 1 de janeiro e termina no dia 30 de abril de 2018.

Esse ano a final do primeiro split do campeonato da LLN aconteceu dia 15 de abril. Tomando essa data como parâmetro, é provável que o jogador não atue por nenhuma equipe na primeira temporada  de 2018.

Outros jogadores ao redor do mundo também já receberam punições por mau comportamento na soloQ, como por exemplo Kirill “Likkrit” Malofeev, famoso jogador da M19, e até casos aqui no Brasil, como o ex-jogador da CNB, Guilherme “Vash” Del Buono.

Whitelotus está na Lyon Gaming desde 2016, onde já ganhou três campeonatos regionais junto a organização. O jogador também defendeu sua região junto a sua equipe no Mundial 2017, e apesar de uma boa atuação, foram eliminados pela Cloud9 na Fase de Entrada da competição.