Olá galera do LOLNews, esta semana iremos falar de um tópico que poucos fazem conexão com LoL e é até muito neglicenciado, porém não poderia estar mais ligado ou ser um diferencial maior do que é. Estamos falando da relação da psicologia no League of Legends, um tópico crucial para coachs e players em busca de vantagens competitivas.  Vamos dar uma introdução ao assunto e passar pelos principais pontos de maneira introdutória dessa área..

psicologia-no-league-of-legends

Por que Psicologia é tão importante no League of Legends? 

Apesar de não ser um esporte físico, LoL é um jogo de interação humana muito alta, seja com os outros ou com você mesmo, e essa relação é MUITO instável. Eu diria que essa interação é até mais intensa do que em esportes como futebol, pois no nele você tem mais pessoas para “dividir o peso” de um erro, já no nosso joguinho, temos 5 pessoas em cada time, ou seja, as ações de uma única pessoa vão pesar MUITO mais (principalmente em SoloQ), alem disso não temos reservas durante o jogo o que maximiza as qualidades e defeitos de cada jogador. Ao mesmo tempo não jogamos totalmente sozinhos, então não temos a alternativa de fazer vista grossa consigo mesmo .

Dessa forma, o fator humano se mostra como o principal fator de variabilidade do LoL. E é o conhecimento destes fatores que diferencia um coach de um analista, por exemplo, pois o analista irá ver o fator humano mais superficialmente e focará mais na parte estratégica e mecânica do jogo;  já o coach precisa considerar a fundo o fator humano para aplicar seu coaching, ou o time se tornará instável e não funcionará da forma desejada.

Personalidade e LoL 

Você já ouviu falar da frase “Tudo é uma questão de perspectiva”? Pois é, da mesma forma que uma arte de rua pode ter um efeito visual 3D se olhada de tal ângulo , analogamente cada jogador tem uma forma de ver o jogo e uma resposta diferente para a pergunta “Como eu venço nesse jogo?”. Essa maneira distinta de interpretar o jogo, que chamaremos de perspectiva, está intimamente ligada as ações do indivíduo fora do jogo, da mesma forma  que as ações fora do jogo influenciam o jogador ingame e principalmente NÃO ANULAM OUTRA FORMA DE VER O JOGO. Essa última parte, que chamaremos de personalidade, é particularmente importante, por que algumas pessoas tendem a ter dificuldade para entender certas perspectivas. Transferindo isso para o jogo, basicamente você pode ter a melhor estratégia NEW META FUCKIN AMAZING, porém se você não conseguir fazer seu time entender isso da forma a qual você está vendo, sem impor seus planejamos e sim expondo-os, você não terá sucesso com essa estratégia. Porém da mesma forma que uma personalidade pode se fechar a certas perspectivas, ela também consegue enxergar perspectivas únicas, portanto o ideal não é mudar a personalidade de uma pessoa, e sim amplia-la.

Dessa forma , o jogador não só terá um leque maior de decisões no jogo, como também entenderá seu inimigo melhor dentro do mesmo. Ampliação de perspectiva não é uma coisa fácil, leva MUITO tempo e precisa de MUITO estudo, porém ter entendimento e conhecimento das personalidades dos seus companheiros de equipe e dos inimigos é essencial para se ter sucesso do competitivo, e no caso da soloq, do seu próprio 

Aplicando os conceitos ao jogo

Vamos agora colocar isso num exemplo mais aplicável ao jogo . Para auxiliar nisso precisamos resumir o jogo ao máximo, desconsiderando quaisquer fatores variáveis. Dito isso, há uma palavra que basicamente resume TODO o League of Legends : DANO. Sim, dano. League of Legends se resume a isso, seja dar dano , seja receber dano. Esse é o motor de 100% das vitórias, basicamente você dar o máximo de dano em menor tempo recebendo o mínimo de dano em troca (Para alterar o andamento do jogo, você precisará dar dano em algum lugar, seja num champion, seja numa torre, seja num minion, basicamente dano é o elemento de transformação do LoL). Alguns ainda podem argumentar dizendo que o gold é importante também, o que não está errado.O gold incentiva o dano enquanto o dano incentiva o gold, dai podemos dizer que o dano incentiva mais dano. Podemos dizer que gold gera mais gold, porém ter mais gold por si só não vai ganhar o jogo pois com o passar do tempo perde o seu valor,´pois ter gold não altera o jogo sem fatores externos, e sim o que você faz com ele. O dano , assim que aplicado, já modifica o jogo. Pode se dizer que o gold é a carroça, e o dano são as rodas, por exemplo.

Porém, para cada estilo de jogo (inferido pela personalidade), existe uma resposta diferente para essa questão. Para um jogador agressivo, você pode alcançar esse objetivo de dar dano recebendo o mínimo em troca dando dano no inimigo tão constantemente que ele não terá como dar dano de volta. Já para jogadores mais analíticos , esse ponto será alcançado antecipando o inimigo, fazendo com que o inimigo use suas estratégias e contornando-as para dai dar dano sem uma resposta do inimigo, pois ele já fez tudo que podia.

Você pode perceber duas coisas nessa analogia: primeiramente que as duas respostas estão certas, porém não 100% certas(também não estão erradas), e que UMA NÃO ANULA A OUTRA. Dependendo do estilo de jogo do time , do meta atual, do time contra quem se está jogando, e aconselhável que se adapte a resposta “mais correta” para a situação. Para os coachs, deve-se ter como objetivo entender seu jogador e ajudar o mesmo a entender a perspectiva que ele precisa. Por exemplo, umas das primeiras lições que é importante TODO jogador aprender é que um jogador mais famoso \ com mais elo \ coreano  não tem uma passiva secreta que faz ele dar o dobro do dano normal.

Bom, esses são os pontos principais para introdução a psicologia no LoL, num artigo futuro aprofundaremos na parte de personalidades gerais e fatores limitantes do jogador.

Colaborador : Júnior “DistroyerIV” Lima,  Coach e Analista  : https://www.facebook.com/distroyeriv