- Publicidade -

O DrPuppet em mais um vídeo na Cobertura do MSI em Berlim conversou com Alexandre “Titan” Lima, ADC da KaBuM. A equipe brasileira fez seus primeiros jogos na competição internacional nesta sexta-feira (4) e saiu com o saldo de 1 vitória e 2 derrotas.

Se inscreva no canal do Mais e-Sports para não perder as próximas entrevistas e vídeos do Mais e-Sports:

Como você está se sentindo depois do dia de hoje?

Titan: Estou me sentindo frustado, meio chateado pelo nosso desempenho. Eu esperava muito mais, acho que todos esperavam. É isso.

Vocês começaram bem no primeiro jogo, e até mesmo no início do segundo. Como você vê a sua performance individual hoje?

Titan: No primeiro e segundo jogo eu acho que fui muito bem. Não tirei a cabeça do lugar por nenhum momento, eu acho que estou feliz pelo meu desempenho nesses jogos. Mas quando você perde por erros mecânicos, por execução e não pelo macro do jogo… você fica muito frustado, por querer fazer mais mas não poder mostrar o seu trabalho e seu melhor. É muito ruim quando isso acontece.

Foto: Riot Games

Obviamente vocês ainda tem chance. O que você acha que a KaBuM aprendeu hoje para os próximos dias?

Titan: Nós temos que ver o que podíamos ter feito de melhor, ver nossos erros. A gente aprendeu muito essa semana, treinamos contra times muito bons. Inclusive a Fnatic, são times que sabem abusar muito dos erros. Aqui também, no stage, eu posso dizer que me senti em casa… melhor que no CBLOL até. Nos primeiros jogos teve um nervosismo mas passou depois disso dai. Acho que vamos buscar experiência, evolução para o próximo o jogo.

Você jogou de Caitlyn e Ezreal, campeões que você é muito bom com eles. Você acha que conseguiu mostrar o mesmo desempenho que você conseguiu mostrar no CBLOL?

Titan: Eu acho que sim, tudo se trata de como você sabe setar wave, de como você é inteligente na lane agora. O jogo está muito mais focado no bot, onde você precisa ser muito inteligente, tem que saber givar¹ quando precisa, punir quando deve. Pequenos erros são punidos assim. Você faz um errinho e ai você perde tudo, você perde bot, pressão do mapa no outro lado também. É interessante o que eles fazem aqui.

Você acha que isso foi com todo mundo ou apenas com a Super Massive e com o SnowFlower?

Titan: Acho que muita gente está “hypando” o SnowFlower, falando que nós deixamos o Thresh dele, mas não é assim que as coisas funcionam… Eu peguei o Ez principalmente para não tomar hook dele, em nenhum momento eu tomei hook dele, se tomei eu estava stunnado, algo assim. É por execução. Depois daquele jogo do bot side, aconteceu o que não poderia ter acontecido. Executamos mal, eles pegaram firstbrick. A partir do momento que a Caitlyn leva a primeira torre, ela tem a rotação melhor, a pressão maior. Quanto mais você segura ela ali e trabalha em outro lado do mapa é melhor para você, mas se ela leva tão cedo igual foi e ganha 2 kills, RED e o firstbrick… Esses mínimos detalhes que acontecem fazem com que você não consiga voltar para o jogo, a não ser que o time não saiba abusar do erro.

Você tem alguma mensagem para o Brasil?

Titan: Queria agradecer para quem está acompanhando a gente. Independente de tudo, estamos tentando deixar o Brasil orgulhoso, dar o nosso melhor. Sei que é sempre as mesmas palavras que todos dizem, mas não é difícil estar aqui, não é difícil trabalhar com essa pressão em cima de você em que não é só a KaBuM, é ó Brasil inteiro. É mais ou menos o fato de você entender que estamos um nível abaixo, não temos passagem para treinar com times melhores, não temos essa melhoria, temos essa barreira. Por mais que seja pouco, a experiência que a gente pega aqui a gente tenta passar ela para a nossa região, para que ela consiga crescer mais. Continuem torcendo e mandando mensagens positivas pois é o que nos mantém feliz e estruturados, eu diria.

Legenda

1 – “givar”: O termo é utilizado para caracterizar o ato de abrir mão de algo. Abrir mão de uma torre por exemplo.

Entrevista feita em parceria com DrPuppet, siga ele no Twitter e confira mais novidades em seu canal do Youtube.