A KaBuM vem sofrendo neste começo de CBLoL e ainda não conseguiu se encontrar na competição. A atual campeã brasileira permanece na lanterna do torneio com seis derrotas. Após perder para a INTZ, Luccas “Zantins” Martins e Marcelo “Riyev” Carrara participaram da coletiva de imprensa, onde comentaram sobre a má fase da equipe, escolhas dentro de jogo e problemas a serem resolvidos. Confira: 

O que a KaBuM tem a dizer sobre essa série?

Riyev: Nós chegamos a treinar de Karthus, vimos que era um boneco de muito forte e não precisava de esforço pra ele ganhar o jogo solo, Aatrox também é um power pick muito forte, então nosso erro começou no draft quando deixamos os dois para eles, o que dificultou bastante. Apesar de saírmos na frente e conseguimos dar pickoff no Karthus ele ainda sim conseguia ultar, e ultar de Taric em cima é muito difícil porque se você não der predict você não consegue, e dar predict com uma skill que é dois minutos e meio de cooldown é bem dificil, porque você pode só não usar ela bem. Nosso erro começou ai, como você falou nós mostramos uma certa evolução, mas só isso não vai adiantar, temos que evoluir o triplo porque já está quase no meio do campeonato e estamos só perdendo, então a correria tem que ser triplicada.

O TitaN escolheu a runa “Eletrocutar” intencionalmente? Você acha que isso influenciou no jogo?

Riyev: Não foi um miss click mesmo e ele percebeu em uns três minutos de jogo, quando a runa ativou. Teve algum impacto sim, mas não foi o fator que fez nós perdermos o jogo.

Vocês acreditam que antigos problemas da organização podem estar afetando o desempenho atual?

Zantins: O que aconteceu ficou no passado, serviu de aprendizado tanto para nós quando para a organização, o que está acontecendo atualmente não está relacionado, um bom jogador tem que saber isolar tudo externo e não deixar nada influenciar dentro de jogo, seja problema pessoal ou dentro da organização. Os erros que estamos cometendo muitas vezes são erros básicos, jogadas que não conseguimos criar porque alguém errou antes e não tornou possível, coisa que não fazíamos antes.

Não ter jogado a Superliga ABCDE pode ter prejudicado a adaptação da KaBuM? Pode ter influenciado no gameplay de vocês?

Riyev: Eu acho que se nós tivéssemos jogado a Superliga seria muito pior porque nós já tínhamos jogado muitos campeonatos durante o ano, então basicamente depois do mundial foi o único tempo que tivemos sem fazer nada, antes era só correria, ganhamos o CBLoL e tinha só uns cinco dias de folga e já tínhamos q ir para o Mundial ou MSI. Pra mim foi muito melhor não ter jogado a SuperLiga porque ela acabava no natal, se nós fossemos para a final teríamos que jogar até o natal e depois teríamos só uns três dias para descansar, ver a família ou outras coisas porque depois já iria começar os treinos para o CBLoL, então eu acho que foi bem melhor não ter jogado o campeonato. Em questão de gameplay pode ter influenciado porque querendo ou não se você está na ativa então você joga melhor, mas conhecendo meu time com certeza foi melhor não termos jogado.

A escolha de Taric foi algo planejado ou a ideia surgiu no momento dos Picks e Bans?

Riyev: A escolha de Taric foi planejada sim, mandamos muito bem essa semana nos treinos com ele mas não foi planejado Taric contra Karthus por exemplo, não queríamos jogar contra o Karthus mas na hora do jogo tivemos outras ideias e isso dificultou bastante o jogo.

Quais as expectativas do time para o jogo contra a ProGaming?

Riyev: Eu acho que esse jogo está sendo o mais esperado do momento para ver quem é o pior time do CBLoL, quem está sendo o pior no momento, então vamos ter que dar o nosso sangue máximo nessa série, jogar como se fosse a final do Mundial porque se perdermos pode ser que fiquemos abalados, mas se ganharmos tenho certeza que vai dar um gás absurdo para começarmos, mesmo a ProGaming estando em último talvez eles sejam o pior time e talvez não, mas qualquer vitória vai fazer vermos que estamos no caminho certo e não desanimar com toda derrota e achar que não estejamos evoluindo. Eu acho que estamos evoluindo e que não devíamos desanimar, mas pode ser que aconteça, não está acontecendo agora, mas pode ser que aconteça.

Vocês acreditam que Sylas terá espaço no competitivo?

Riyev: Sempre que tem um campeão novo pode ser que seja um pocket pick muito forte, uma surpresa muito forte, e pode ser que tenha algum jogador que já esteja muito bom com ele. Pode ser que nós joguemos com ele, tem um jogador nosso que gostou bastante. Pode ser cedo, mas acredito que não precisará de muito tempo para dominar o campeão então pode ser uma surpresa.

Vocês estão preocupados com o ritmo de evolução do time?

Zantins: Estamos bem preocupados porque os resultados foram os piores possíveis até agora, como o Riyev falou não adianta nada nossa evolução ser devagar e não o suficiente para começar ganhar. É bom notar uma evolução de um jogo para outro, mesmo que você perca é bom saber que não fizemos um jogo pior e não podemos deixar isso nos abalar, como eu falei nós temos que levar isso como ponto positivo, que essa semana jogamos melhor que a outra, então vamos continuar assim que uma hora nós engatamos e começamos a ganhar de novo.


O próximo jogo da KaBuM será contra a ProGaming no dia 02 de fevereiro. você pode conferir a cobertura completa do CBLoL 2018 aqui no Mais Esports