Conversamos com Murilo “takeshi” Alves, top laner da paiN Gaming, após a derrota de sua equipe para a Vivo Keyd por 2-1 no último sábado (17). É a terceira derrota seguida da equipe no CBLoL 2018.

Se inscreva no canal do Mais e-Sports e não perca os próximos vídeos:

O Yang havia falado que você não é bom nem ruim. Acha que ele te subestimou?

Takeshi: (Risos) Sobre a declaração do Yang, eu não vi, mas se ele me acha bom ou ruim é indiferente, para mim tanto faz o que ele acha, eu estou fazendo o meu trabalho e mudar de posição é algo que demora um tempo para se acostumar, mas acho que hoje eu consegui mostrar um pouco de valor, talvez.

Como foi jogar contra o Yang?

T: Bom, falando agora sobre a matchup contra o Yang, eu acho que no jogo 1 e 3 eu consegui dominar bastante a rota e botar bastante pressão, pegamos a torre, foram matchups que eu treinei durante as duas semanas e estava bem preparado, então acho que isso somou para que eu chegasse hoje e conseguisse ter um bom desempenho, foi um bom jogo porém pecamos em alguns detalhes.

Depois de tanto tempo na Keyd, você os enfrentou. Como foi?

T: Jogar contra a Keyd foi algo interessante, acho que a torcida de lá queria muito que eu perdesse e eu queria muito ganhar, mas para alguém ganhar, alguém tem de perder. Foi uma grande honra jogar contra eles, eles têm ótimos jogadores e eu fiquei feliz porque a gente demonstrou um jogo melhor do que as últimas semanas. É triste perder, obviamente, mas foi um resultado que, olhando o copo meio cheio em vez de olhar meio vazio, conseguimos demonstrar um bom avanço.

Vocês perderam três rodadas por 2-1. O que falta para a paiN?

T: A gente perdeu para a KaBuM, CNB e Keyd por 2-1, então ainda tem alguns pequenos detalhes que precisamos entender melhor para uma melhor de três, para conseguirmos fechar o jogo em 2-0. O resultado de hoje preocupa, obviamente, porque estamos vindo de três derrotas, mas eu vou olhar pelo lado positivo sempre, ficar chorando ou abaixando a cabeça não é o rumo para ninguém, então vamos melhorar e continuar trabalhando igual trabalhamos essa semana e melhorar os outros pontos que vimos.

Como foi a saída do Dasyx? O que aconteceu?

T: A gente estava tendo alguns probleminhas com muitas pessoas na coach staff, então acabou que tivemos de optar por isso para ter um dinamismo melhor, então tivemos de trabalhar esses aspectos para conseguir melhorar como um time e teve uma diferença de ideias, então a gente achou que seria melhor seguir como está hoje, foi basicamente isso, não teve nenhuma briga ou desavença para que a gente chegasse nesse consenso.

O próximo jogo da paiN Gaming será no dia 25 de fevereiro contra a INTZ. Você pode conferir a cobertura completa do CBLoL 2018 aqui no Mais e-Sports.

*Entrevista realizada em parceria com Evelyn Mackus, repórter do Mais E-Sports.