A SoloQ Coreana é conhecida como a SoloQ mais difícil e competitiva do mundo e os jogadores da KaBuM não podiam perder a oportunidade de utilizá-la como uma ferramenta de treino para o Mundial 2018.

Os jogadores chegaram na Coréia há cerca de uma semana e o Mais e-Sports resolveu conferir como os jogadores da equipe brasileira estão se saindo. Todos os Rankings e pontuações foram retirados na segunda-feira (24) às 12:00, horário de brasília. Confira:

Riyev – Mestre, 0 pontos

Imagem: OP.GG

Riyev vem sendo até o momento o jogador que vem se dando melhor na soloQ coreana. Único da KaBuM que está neste momento no Mestre. O seu campeão favorito é o Pyke onde ele alcançou um winrate de 71% nos 31 jogos.

  • No saldo total, Riyev está com 71 vitórias e 62 derrotas até o momento. Totalizando 133 jogos.
  • Nick atual: marimbondo

Dynquedo – Diamante 1, 100 pontos

Imagem: OP.GG

Fazendo novamente a Melhor de 5 para o Mestre, Dynquedo vem tendo bons resultados de Leblanc com 68% de winrate em 28 jogos. O mid laner da KaBuM também vem tentando jogar bastante de Akali mas sofre com 37% de winrate com a ninja.

No CBLOL, o jogador atuou bastante de Zoe e Yasuo, mas os campeões apareceram pouco nas mãos de Dynquedo até o momento na soloQ. Ele também é o jogador da KaBuM com o saldo mais positivo de Vitórias e Derrotas.

  • No saldo total, Dynquedo está com 84 vitórias e 64 derrotas até o momento. Totalizando 148 jogos.
  • Nick atual: zeca urubu

TitaN – Diamante 1, 72 pontos

Imagem: OP.GG

O ADC da KaBuM vem jogando muitos jogos de Lucian mas está atualmente com um winrate de 48% com o campeão. Varus, Tristana e Ezreal vem sendo as escolhas com boas taxas de vitória até agora para o jogador.

  • No saldo total, Titan está com 77 vitórias e 68 derrotas até o momento. Totalizando 145 jogos.
  • Nick atual:  lashitmagic

Wos – Diamante 1, 18 pontos

O suporte reserva da KaBuM também vem jogando bastante na soloQ coreana. Assim como Riyev, Pyke vem sendo a escolha favorita de Wos mas ele segue com apenas 50% de winrate com o campeão. Enquanto isso, seu Braum brilha com 83% nos 18 jogos disputados. Wos também é o jogador que mais jogou jogos na soloQ coreana, 177 partidas!

Imagem: OP.GG
  • No saldo total, Wos está com 95 vitórias e 82 derrotas até o momento. Totalizando 177 jogos.
  • Nick atual:  시몬 e Simaria

Ranger – Diamante 1, 0 pontos

Ranger vem jogando com uma diversidade grande de campeões até o momento. Seu campeão mais jogado são os Kindred, onde ele segue com 71% de winrate em 17 jogos. Enquanto isso, o Lee Sin do jungler não teve bons resultados com 38% em 16 jogos.

O jogador chegou a utilizar 21 junglers diferentes até o momento!

Imagem: OP.GG
  • No saldo total, Ranger está com 79 vitórias e 71 derrotas até o momento. Totalizando 150 jogos.
  • Nick atual: felp22

Zantins – Diamante 3, 20 pontos

O top laner vem mostrando bastante dificuldade para subir na soloQ coreana. Atualmente no Diamante 3, Zantins também utilizou cerca de 25 campeões diferentes até o momento. Destaque para o seu Ryze que segue com 69% de winrate em 16 jogos.

Dos titulares, o jogador é quem mais jogou na soloQ coreana até o momento com 16 jogos a mais que Ranger.

Imagem: OP.GG
  • No saldo total, Zantins está com 82 vitórias e 84 derrotas até o momento. Totalizando 166 jogos.
  • Nick Atual: Garrincha7

O que os jogadores da KaBuM estão achando da soloQ coreana?

No último episódio do Last Hit, programa que mostra o cotidiano dos jogadores da KaBuM durante o bootcamp na Coréia, os jogadores contaram que eles realizaram uma aposta para ver quem pegaria Mestre primeiro.

Zantins comentou que espera pegar Mestre nos próximos 5 dias. Durante a gravação do episódio, Ranger estava no Diamante 3 e comentou: “Eu acredito que em 3 à 5 dias, com fé em Deus, eu consiga pegar o tão sonhado Mestre aqui.”

Riyev explicou que ele e Titan vem jogando bastante duos e estão subindo juntos. Mas lembra que a equipe também está realizando scrims (treinamentos contra outros times) na Coréia e isso pode atrasar um pouco a subida deles na soloQ.

Veja também: Jogadores da KaBuM comentam sorteio de grupos do Mundial