Após um split fenomenal em que a organização não perdeu nenhuma Bo3, Faker e seus companheiros garantiram a classificação automática para a final da LCK Summer Split, se colocando em posição de defender seu título e buscando assim repetir o sucesso da época de ouro da SKT T1, em que a equipe venceu 4 importantes torneios de agosto de 2013 a janeiro de 2014.

Vencedores do Spring Split e finalistas do Summer Split, a SKT  T1 se tornou  matematicamente classificada para o Campeonato Mundial da temporada 2015. Através do acumulo de 160 Circuit Points, adquiridos nas duas competições do ano, a equipe pode até mesmo perder a final e se classificar com seus pontos, uma vez que tal quantia de Circuit points só pode ser alcançada pela Koo Tigers, caso a equipe de Gorilla se consagre vitoriosa do Summer Split. Entretanto, a vitória no Summer Split significa classificação direta da equipe para o mundial, ou seja, uma vitória da KOO Tigers  manteria a SKT T1 como a equipe não automaticamente classificada ao mundial com o maior número de pontos e levaria a equipe de Faker ao mundial de qualquer forma.

Mantendo a velha tradição em que o campeão mundial não se classifica para o mundial do próximo ano (Fnatic,TPA,SKT e agora Samsung White compartilham essa famosa maldição) a SKT T1 retorna aos palcos do mundial buscando se tornar a primeira equipe bicampeã mundial e retomar a supremacia coreana no League of Legends, ameaçada desde a derrota da equipe para a EDG no Mid Season Invitational.

 Outra velha conhecida no cenário mundial, a AHQ e-sport club garantiu também sua vaga ao torneio ao vencer  o summer split da LMS, garantindo que veremos uma vez mais o famoso WestDoor batalhando contra os maiores mid laners do mundo. A AHQ fica com o primeiro seed da região de Taiwan/Hong Kong/ Macau enquanto o segundo seed ainda não foi definido.