Shern “Shernfire” Tai, jungler da Dire Wolves é o primeiro jogador a receber uma punição no Mundial 2018 de LoL após comportamento tóxico na soloQ coreana.

De acordo com o comunicado da Riot Games, o jogador realizou uma série de ofensas à cultura e familiares dos jogadores do servidor coreano. Ele chegou a ser reportado em 18 de 165 jogos no servidor coreano além de ter recebido 5 restrições dentro de jogo após ficar AFK 3 vezes nestes 165 jogos.

Como punição, a Dire Wolves não contará com Shernfire nos dois primeiros jogos do Mundial além do jogador ter que pagar uma multa de 2 mil dólares. A Riot Games também explicou que o comportamento é recorrente ou seja, não é a primeira vez que Shernfire apresenta tais atitudes nas filas ranqueadas.

A equipe do jogador tem pela sua frente a EDG e a Infinity e o jungler estará de fora nos primeiros dois jogos da Fase de Entrada do Mundial 2018 de League of Legends.

Em 2014, no primeiro Mundial de LoL que ocorreu na Coréia, tivemos uma punição semelhante ao jungler Dennis “Svenskeren” Johnsen (atualmente na Cloud9 e na época atuando pela SK Gaming) onde o jogador zombava da pronúncia de idiomas asiáticos ao jogar no servidor de Taiwan com o nick “TaipeiChingChong”.