A Dire Wolves anunciou nesta quinta-feira (18) que o caçador Shern ‘Shernfire‘ Tai foi dispensado e não faz mais parte de sua equipe de LoL. A equipe já está montando sua line-up para a temporada 2019.

Shernfire era o nome mais conhecido da equipe e junto a Dire Wolves, teve muito sucesso na OPL. Foram quatro títulos consecutivos na região, além de disputar o MSI e Mundial nos anos de 2017 e 2018. O jogador começou sua carreira pelos lobos, em 2014, mas um ano depois deixou a equipe. Em 2017 ele retornou e assim estabeleceu um reinado na Oceania, sendo inclusive o MVP do segundo Split de 2018. Internacionalmente a equipe nunca obteve sucesso e sempre foi eliminada nas fases iniciais dos torneios.

“Hoje é o dia em que a Dire Wolves e eu decidimos nos separar. Tivemos tantos altos e baixos, tem sido uma jornada louca. O Dire Wolves me acolheu quando eu era um garoto solitário na Coréia há dois anos e percorri um longo caminho desde então. Desejo tudo de bom para os Wolves em 2019 e espero que nos cruzemos no futuro.”, comentou o jogador.

Este ano o jogador recebeu duas punições por comportamento tóxico nas filas ranqueadas coreanas, sendo uma no começo do ano e outra pouco antes do Mundial. No segundo caso, o jogador foi banido pelos três primeiros jogos do Mundial, o que acabou causando transtornos para sua equipe que teve que jogar com um caçador reserva.