Com o fim da segunda semana do 2º split do Circuito Desafiante 2017, a Iron Hawks foi a única equipe a manter 100% de aproveitamento na competição, ao vencer a série contra a Ilha da Macacada Gaming. A KaBuM e-Sports, time que havia estreado com vitória sobre a IDM Gaming, acabou sendo surpreendida pela Merciless Gaming e ficou apenas com o empate. Já a Operation Kino venceu sua primeira séria na competição contra a Brave e-Sports, que amarga duas derrotas e liga o sinal de alerta no campeonato.

Perdeu algum detalhe da segunda rodada do Circuito Desafiante? O Mais e-Sports preparou um resumo com o que melhor aconteceu nas partidas!

  • Operation Kino x Brave e-Sports:

A segunda rodada começou quente com a série entre Brave e-Sports e Operation Kino, na segunda-feira (12). Apesar de começar bem na primeira partida da série, conseguindo o First Blood, a Brave não manteve o mesmo ritmo e foi controlada pela favorita OPK.

Com ótima sinergia, o toplaner da OPK, Franklin “Aoshi” Coutinho, junto do seu caçador, Yan “Yampi” Petermann, conseguiram vantagem para sua equipe e transformaram em objetivos, controlando a rotação pelo mapa.

Com uma composição forte para lutas, o suporte da OPK, Emerson “BocajunioR” Alencar, mostrou o perigo que oferece com Rakan em suas mãos. Na luta decisiva, com iniciação do suporte, o mid laner Matheus “Dynquedo” Rossini faz a limpa na equipe da Brave, conseguindo um Triple Kill e a vitória na primeira partida.

Apesar de início favorável para OPK, na segunda partida da série, que derrotou o Arauto do Vale e derrubou a primeira torre do jogo, a disputa ficou acirrada entre as equipes. Com sangue nos olhos, o mid laner da Brave, Danniel “Evrot” Franco, deu muito trabalho para a Operation Kino com sua LeBlanc.

No entanto, no late game, após um deslize do atirador da Brave, Matheus “Sarkis” Guimarães, a Operation Kino conseguiu abater o jogador e com isso conquistaram o espaço necessário para fazer o Barão e o Dragão Ancião, encaminhando assim a vitória em partida que durou quase 69 minutos. Com o triunfo, a OPK conquista sua primeira vitória em séries no Circuito Desafiante.

  • Iron Hawks x Ilha da Macacada Gaming:

A Ilha da Macacada Gaming veio com mudança nos jogadores: o caçador Juan “Annie” Cardoso trocou de posição com o mid laner Marcos “CariocA” Junior.

Com bom início de partida, a IDM atacou os Falcões, procurando conquistar vantagem para o seu top laner, Gustavo “Name” Rodrigues, que estava de Renekton, e conseguiu pressionar muito os adversários. Além de conquistar vantagem no top, os Gorilas impuseram seu ritmo na rota inferior, que destruíram a primeira torre.

Apesar da forte pressão da Ilha, o mid laner, Gabriel “Chavoso”, e o top laner, Gabriel “broTher” Caetano, procuraram criar jogadas, utilizando a mobilidade do Kassadin e a presença de mapa do Shen. Essas jogadas possibilitaram o fortalecimento do Kassadin, que apostou no split push.

Em uma chamada de Barão precipitada da Ilha da Macacada Gaming, a Iron Hawks conseguiu contestar o objetivo e depois de abater três adversários, ainda ficou com o bônus do Barão nas mãos, voltando a ter esperanças em uma partida que até então era dominada pela IDM.

Com o buff do Barão, os Falcões foram ganhando espaço no mapa, revertendo a vantagem adversária e por conta da experiência da equipe souberam aproveitar o vacilo da IDM Gaming, virar o jogo e conquistar a primeira vitória da série.

No segundo jogo da série, a Iron Hawks começou pressionando a Ilha da Macacada. Em partida brilhante, o suporte da Iron Hawks, Leonardo “Alocs” Belo, mostrou toda a força da Zyra e distribuiu a vantagem por todas as rotas.

Apesar da IDM tentar segurar o avanço do adversário, a composição da Iron Hawks tinha engage/disengage forte, com as ults da Zyra e Gragas, além do poke do Jayce e Varus. Já Chavoso, com a responsabilidade de fazer o split push, estava imparável com seu Kassadin e nenhum adversário conseguia pará-lo sozinho.

Após tentativa de contestar o Barão da Iron, a Ilha perdeu todos seus jogadores, com direito a um Quadra Kill do mid laner adversário. Após essa luta, os Falcões invadem a base inimiga, destroem o Nexus adversário e fecham a série em 2 a 0, mantendo 100% de aproveitamento no Circuito Desafiante.

  • KaBuM e-Sports x Merciless Gaming:

No início do primeiro jogo, a KaBuM consegue abater 3 adversários em uma luta, perdendo apenas um. Apesar dessa luta, Merciless não se abateu e conquistou a primeira torre do jogo, em boa rotação.

Apesar do domínio da KaBuM, a MG viu na tentativa de contestar o Barão uma oportunidade de voltar na partida, no entanto, com um bom posicionamento de Alexandre “TitaN” Lima e Luccas “Zantins” Zanqueta, este último destaque da partida com o seu Shen, asseguraram o objetivo para a organização de Limeira e ainda aplicaram um Ace para cima da Merciless. Depois disso, TitaN e Zantins apenas tiveram o trabalho de marchar até a base adversária e colocar o Nexus da MG no chão, vencendo a primeira partida da série.

Já na segunda partida da série, a Merciless mostrou que não está para brincadeira nesse Circuito Desafiante. Com uma atuação praticamente impecável, a equipe que faz sua estreia na 2ª divisão do LoL brasileiro, conseguiu ditar o ritmo da partida desde o início.

Em bela atuação, Lucas “k0ga” Godoy e Guilherme “Mills” Conti, a bot lane da Merciless Gaming, foi crucial para distribuir a vantagem da sua equipe, destruindo torres e abrindo espaço para emboscadas contra seus adversários.

Com a vantagem de mapa, a Merciless só precisou encaixar uma última boa luta e partiu para a vitória em apenas 26 minutos de partida, empatando a série e tirando o 100% da KaBuM no Circuito Desafiante.