- Publicidade -

Derrick “FearGorm” Asiedu, Head of Global Esports Events, respondeu algumas perguntas sobre o orçamento da Riot Games para os campeonatos de Esports em uma thread no Reddit.

A empresa foi questionada quando ocorreu o anúncio que a transmissão em Inglês do Mundial de 2018 ocorrerá dos Estúdios em Los Angeles, nos Estados Unidos, e não no país sede (Coréia) como é de costume nos eventos internacionais.

FearGorm explica que a empresa gastou mais de 100 milhões de dólares em Esports ao redor do mundo nos últimos anos. “Estamos investindo muito em Esports desde que fizemos o Mundial em 2011 e os custos aumentaram dramaticamente desde aquela época,” explicou o Rioter.

Foto: Riot Games

Ele explica que a Riot estava trabalhando em um modelo de “startup”. “Estamos OK com os custos sendo altos pois acreditamos que o valor que o Esport concede aos jogadores de League of Legends é compensatório.” Logo depois, ele completa dizendo que agora, a empresa precisa tratar disto como um negócio mais maduro e os custos precisam estar mais em linha com o futuro lucro.

Derrik revela que a Riot está longe do “breaking even (quando o lucro consegue bancar todos os custos) nos Esports.

Ele aprofunda mais no assunto e explica que se o lucro aumentar nos próximos 3 anos, o orçamento para os Esports poderá se manter o mesmo ou até mesmo aumentar. Porém, caso os lucros não cresçam o suficiente em 3 anos, eles precisarão cortar mais os orçamentos.

“Neste ano em particular, ocorre uma transição em que estamos tentando cortar alguns custos em alguns pontos específicos e veremos como os fãs se sentiram sobre isto. Mas continuamos investindo bastante – De fato, este será o segundo Mundial mais caro (perdendo para 2017 na China),” explicou o Rioter. –