- Publicidade -

A primeira bomba da janela de transferências para o 1º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends de 2017 acabou de cair no cenário competitivo de LoL brasileiro. A INTZ anunciou na noite desta sexta-feira (25) que o jungler Gabriel “Revolta” Henud e o top laner Felipe “Yang” Zhao não fazem mais parte da equipe de League of Legends da organização. O novo clube de Revolta e Yang, no entanto, não foi revelado.

Revolta e Yang

O vídeo publicado no canal da INTZ no YouTube revela que os jogadores receberam uma proposta muito atraente para ambos. Conforme apurou o Mais e-Sports, com exclusividade, a INTZ não tinha interesse em se desfazer dos seus principais jogadores, porém, o clube nada pode fazer além de passar a proposta para Revolta e Yang, que manifestaram o desejo de buscar nos ares.

O CEO da INTZ, Lucas Almeida, fez questão de relembrar o início da trajetória de Revolta e Yang no clube e dizer que ambos ajudaram a trazer ao clube uma mentalidade vitoriosa que trouxe muitos frutos positivos para a organização. Além disso, Almeida disse que a saída dos jogadores marca o final de um ciclo da INTZ.

“Tudo na vida tem um ciclo, no caso nessa temporada de 2016, a gente encerra com várias vitórias, mas também com duas grandes mudanças. A gente se despede do Gabriel “Revolta” e do Felipe “Yang”, eles receberam uma proposta muito atraente e a gente nada mais pode fazer do que passar essa proposta, que foi interessante pra eles. Toda parte burocrática foi feita e a gente se despede deles. No mais, desejar boa sorte, que eles continuem a carreira brilhante que eles tem. E deixar as portas abertas, para quando eles quiserem voltar, a gente sempre vai ter um carinho enorme pra eles”, conta Lucas.

revolta-e-yang-2

Para o agora ex-top laner da INTZ, a mudança vem em um momento em que ele acredita estar precisando de novos ares para continuar a alcançar seus objetivos.

“Apesar de eu gostar muito daqui, do pessoal da INTZ, todos da organização quanto pessoal do time mesmo, eu acho que eu tava precisando de novos ares e buscar o que eu quero, quero atingir um nível internacional e continuar a disputar títulos de CBLOL, então eu acredito que esse novo ar pra mim vai ser muito bom. Tanto pra mim quanto pro pessoal do time, que eu acho que eles vão se esforçar mais ainda”, revela Yang.

Já Revolta exaltou os dois anos em que a line-up de League of Legends da INTZ se manteve junta e que apesar dos problemas de convivência e dos momentos difíceis, a INTZ só conseguiu chegar aonde chegou porque os cinco jogadores passaram por cima de tudo.

“Como a gente tá junto há 2 anos, eu já esperava que era muito provável que iria surgir alguns problemas de convivência, isso é perfeitamente normal. Alguns deles a gente conseguiu até passar por cima e isso levou a gente a se recuperar no meio do CBLOL. Todo mundo já tava reparando que a gente tava meio instável, perdendo uns jogos que não era pra perder e a gente se tocou disso, então a gente teve diversas conversas em bootcamp. Eu não achava que a gente ia conseguir passar pelo bootcamp sem dar disband, por exemplo, porque a gente tava brigando muito. Mas apesar disso tudo, eu acho que eu só tenho a agradecer porque se a gente chegou até aqui hoje, se a gente fez tudo que a gente fez, foi porque eram essas cinco pessoas e a gente passou por cima de tudo. Então, apesar das dificuldades, apesar dos momentos difíceis, tudo que eu tenho tirado desse tempo são coisas extremamente positivas”.

Com a saída de Revolta e Yang, a line-up de League of Legends da INTZ fica assim:

Gabriel “Tockers” Claumann (Mid)
Micael “micaO” Rodrigues (AD Carry)
Luan “Jockster” Cardoso (Suporte)